Floripa em 3×4: artista vai fotografar novos interessados com sua câmera lambe-lambe

Exposição na Fundação Cultural Badesc apresenta fotos de anônimos feitas em câmera lambe-lambe

Radilson Gomes na exposição. Foto: Divulgação
O artista Radilson Carlos Gomes estará na Fundação Cultural Badesc neste sábado, 13, das 13h30 às 16h, para fazer fotografias com sua máquina lambe-lambe de 1915, mostrando o processo que culminou na exposição Floripa em 3×4, aberto dia 22 de março em homenagem a Florianópolis.
A exposição, em curso até 26 de abril, apresenta mais de mil imagens de anônimos e personalidades da cidade capturadas ao longo de um ano em praças, ruas, avenidas e eventos.

Neste sábado, serão realizados novos retratos de quem passar para integrar a exposição.

Foto: Divulgação

Mais sobre a lambe-lambe

A máquina lambe-lambe surgiu no começo do século 20 no Brasil com o fotógrafo Francisco Bernardi que queria criar um estúdio portátil, carregando num caixote tudo que fosse necessário à produção instantânea das fotos. O equipamento se popularizou no Brasil, principalmente no início da década de 40 com a criação da Consolidação de Lei de Trabalho (CLT), em 1º de maio de 1943, quando a fotografia da carteira de trabalho e das identidades de boa parte da população era registrada com estas máquinas.

Serviço

O que: Ação novos retratos em lambe-lambe, com o artista Radilson Gomes
Quando: 13 de abril, sábado, das 13h30 às 16h
Local: Fundação Cultural Badesc – Rua Visconde de Ouro Preto, 216, Centro – Florianópolis/SC
Telefone: (48) 3224-8846

Entrada, participação e fotografia gratuitas

Leia também:

Série de fotografias revela interior de instrumentos musicais

Samara Felippo posa nua para projeto de fotografia sobre igualdade e autoaceitação