“Furacão Anitta”: biografia não autorizada detalha tretas com artistas nacionais e internacionais

Livro será lançado pelo jornalista Leo Dias no próximo sábado (30), dia do aniversário da cantora

Anitta
Foto: Felipe Carneiro/Diário Catarinense

Tretas detalhadas com artistas nacionais e internacionais estarão na biografia não autorizada de Anitta que será lançada no próximo sábado (30), dia do aniversário da cantora, pelo jornalista Leo dias, intitulada “Furacão Anitta”. As informações são do site Uol.

Ainda em tempos de Furacão 2000 — produtora que realiza shows de funk carioca — o dono da empresa, Rômulo Costa, foi quem deu espaço à Anitta no início de sua carreira. Mas no final da parceria, ele dificultou a saída da funkeira.

Foto: Divulgação

— Olha, faz assim. Vocês podem ir tentar a carreira fora daqui. Mas, quando já estiverem passando fome, bate aqui na porta que eu ajudo vocês — disse Rômulo, segundo o livro.

Anitta já levou uma lição de moral sobre feminismo da roqueira Pitty no programa Altas Horas. A artista pop disse que as mulheres devem “se dar ao respeito para serem respeitadas pelos homens”. Pitty respondeu que as mulheres devem se comportar como bem entenderem. Desde então, quanto elas se trombam, Anitta não olha na cara da roqueira.

Uma das tretas mais conhecidas foi com Pabllo Vittar. Anitta deu destaque para a drag no clipe de Sua Cara, com Major Lazer. O vídeo custou a Anitta US$ 70 mil. A intriga se deu quando Pabllo pediu um cachê de R$ 40 mil para participar do lançamento da música na festa Combatchy.

— Pago os R$ 40 mil e você paga a sua parte dos US$ 70mil que eu gastei no clipe — respondeu Anitta.

Também teve desavença com artista internacional. Anitta e Iggy Azalea fizeram parceria na música Switch. Durante as gravações do clipe, além de implicância por parte de Iggy com o maquiador de Anitta, o resultado final teve Anitta retirada de muitas cenas. Para completar, elas participariam do programa The Tonight Show , mas Iggy fez a produção barrar a presença de Anitta. A brasileira teve que enfrentar os responsáveis pelo programa e pedir ressarcimentos por seus gastos com viagem aos Estados Unidos e cancelamento de shows, para então, ele voltarem atrás na decisão.

Esses são apenas alguns dos casos que constam no livro. Anitta ainda esteve em saia justa com McBrunninha, Cláudia Leitte, Ivete Sangalo, Preta Gil, Maluma, Simaria e Roberto Medina.

Leia também: 

Anitta pediu cuidado ao tratar religião e já tinha desavenças com Bruna Marquezine, diz biógrafo

“Kisses”: Anitta confirma número de faixas e detalhes de novo disco