Gata de Karl Lagerfeld, Choupette, pode herdar parte da fortuna do estilista da Chanel

Gata de designer tinha guarda-costas e fortuna própria

Karl Lagerfeld e sua gatinha Choupette (Foto: Reprodução / Instagram)

Com mais de 200 mil seguidores no InstagramChoupette, a gata birmanesa do estilista Karl Lagerfeld, morto na terça-feira (19), tinha fama própria. Não apenas fama, mas também fortuna. O animal já tinha sido protagonista de livro, campanhas de publicidade e até de uma coleção de acessórios felinos. Só em 2014, chegou a lucrar mais de 3 milhões de libras.

A gatinha aproveitou um estilo de vida condizente com o do seu dono: tinha guarda-costas, um chef que preparava suas refeições e duas babás. Comia à mesa, junto com Karl. De acordo com a Vogue Paris, em matéria sobre o criador e sua gatinha, o deleite de Choupette é mergulhar o nariz na manteiga de Lagerfeld.

Choupette entrou na vida do designer em 2011 e, em entrevistas, Lagerfeld já falou sobre a adoração que tinha pelo bichinho:

— Choupette é o centro do meu mundo. É uma espécie de Greta Garbo, tem algo inesquecível em sua maneira de se mover. Me inspira por sua elegância e sua atitude — dizia.
A reviravolta agora é que, além da fortuna própria, Choupette pode herdar também parte da fortura de 150 milhões de libras de Karl Lagerfeld.  De acordo com o jornal francês Le Figaro, isso poderia ser viável sol a lei alemã, caso o gato tenha sido nomeado “herdeiro” do designer pelos canais certos.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Silly @suzymenkesvogue! Always trying to pap me. 😹

Uma publicação compartilhada por Choupette Lagerfeld (@choupettesdiary) em

Leia também:

Famosas lamentam a morte de Karl Lagerfeld