Grupo de arte Cabeça Oca completa 20 anos com exposição em Florianópolis

Os artistas Rudi Scaranto Dazzi, Sandra Poletto e Claudia Marcon. Foto: Rafaela Martins/Divulgação

Para celebrar os 20 anos da formação da Oficina Independente de Arte Cabeça Oca, os integrantes Claudia Marcon, Rudi Scaranto Dazzi e Sandra Poletto, apresentam uma exposição comemorativa, chamada de 20 anos Cabeça Oca. Ela estará aberta ao público às 19h do dia 6 de março e poderá ser visitada até o dia 29 de março, gratuitamente, das 9h às 19h, no Espaço Cultural do BRDE, em Florianópolis. A mostra do grupo formado em dezembro de 1997 em Concórdia, no Meio-Oeste de Santa Catarina, apresenta uma retrospectiva das duas décadas que marcaram a história do grupo.

A proposta descompromissada e inovadora de mostrar a arte conferiu aos artistas respeito e popularidade. Em abril de 1998, quando estruturaram o  Cabeça Oca como um grupo de arte, conquistavam mais espaços e admiradores, foram presenteados pelo poeta e crítico de arte internacional, o catarinense Lindolf Bell, com um poema exclusivo, Cabeça Oca. (Leia o poema completo abaixo).

Com o aval de Bell o grupo seguiu alcançando voos maiores. Além das ações e exposições que marcaram época em Concórdia, o Grupo participou de exposições em diversas cidades catarinenses e também em Milão, na Itália. A convite do Instituto Brasil Itália (IBRIT), os três apresentaram, em novembro de 2000, trabalhos no Consulado Brasil na cidade italiana.

O processo criativo do grupo chama atenção, pois é diferente dos artistas que pintam sozinhos. Apesar de cada um ter estilos, técnicas e experiências completamente diferentes, a sintonia na hora de pintar é única.  É que os três pintam juntos a mesma tela, num trabalho perfeito a seis mãos.

Nesta retrospectiva o trio optou por apresentar duas das grandes séries que fazem parte da história do Cabeça, as séries “Símbolos” e “Imagens do Contestado”.

Serviço: Exposição 20 Anos Cabeça Oca

Abertura: 6 de março de 2018, às 19h

Local: Espaço Cultural BRDE – Governador Celso Ramos  – Rua Hercílio Luz, 617, Centro – Florianópolis/SC

Visitação gratuita de 7 a 29 de março de 2018 – das 9h às 19h.

Poema Cabeça Oca de Lindolf Bell

CABEÇA OCA

Abre, coração, as cabeças fechadas.

Plenas de nadas.

Concórdia.

Concorda.

O vizinho. O irmão. A América do Sul.

O mais distante morador da Terra.

Esta oca, esta toca,

minha casa de harmonia.

Parte de tudo, de todos,

se lembra, celebra, comove e arrepia.

Cabeça oca. Alma plena.

Dar as mãos

para a vida e o poema.

Leia mais: 

Veja cinco dicas de como decorar as paredes com arte

Sandro Clemes: só a arte salva