Grupo de teatro de São Paulo apresenta espetáculo gratuito em Florianópolis

A premiada peça é baseada na obra do romeno Matei Visniec e tem direção e adaptação assinadas por José Roberto Jardim. O resultado é um espetáculo contemporâneo e provocativo que aborda o próprio fazer artístico

Foto: Divulgação

“Adeus, Palhaços Mortos” conta a história de três grandes artistas circenses do passado que acidentalmente se reencontram, depois de muitos anos, na antessala de uma agência de empregos. Eles sabem que só um será escolhido. A partir daí, os atores ficam frente a frente com diferentes situações que fará com que pensem e repensem sobre diversos temas e momentos que viveram. A peça, da companhia paulista Academia de Palhaços, é baseada no texto “Um Trabalhinho para Velhos Palhaços” do romeno Matei Visniec, e será apresentada no dia 20 de setembro, em duas sessões gratuitas, às 19h e às 21h, no Teatro Álvaro de Carvalho, em Florianópolis.

Entre os questionamentos dos personagens estão amizades, memórias, segredos, pequenezas e vilanias que serão expostas neste encontro criando, dessa maneira, uma ode ao ofício do ator e uma profunda reflexão sobre os fundamentos filosóficos da carreira artística. A sala de espera desse teste de casting – que nunca acontece – revela-se um não-lugar, um limbo onde essas três figuras se veem condenadas a rever suas escolhas éticas e estéticas, num exercício infinito de reflexão sobre a resiliência do artista, a urgência da arte e a sacralidade do ofício.

A peça, que conta com audiodescrição e intérprete de libras, marca a consolidação da parceria artística entre a ADP e o diretor José Roberto Jardim, que já trabalharam juntos em diversas ocasiões e configurações, mas que pela primeira vez se encaram como elenco e diretor. O espetáculo recebeu o prêmio Shell de Melhor Cenário, o Prêmio Aplauso Brasil de Melhor Espetáculo de Grupo e o prêmio de Melhor Direção pela Associação dos Produtores de Teatro do Rio de Janeiro (Prêmio APTR). A montagem representou o Brasil no Festival “World Stage Design 2017” em Taipei (Taiwan) e nos Festivais Internacionais de Trabzon e Antália, ambos na Turquia.

No elenco estão as atrizes Laíza Dantas e Paula Hemsi e o ator Maurício Schneider. A direção musical é de Tiago de Mello, mas Murilo Gil é o músico que estará ao vivo, durante a apresentação. A cenografia e a vídeo-instalação ficam por conta do grupo BijaRi. Com figurino assinado por Lino Villaventura, o visagismo é de Leopoldo Pacheco e a iluminação de Paula Hemsi e José Roberto Jardim. O design de sistema de operação é de Laíza Dantas, a produção executiva de Tetembua Dandara com coordenação de produção assinada pela ADP e Ultravioleta_s; Camila Alves é a coordenadora administrativa. A fotografia é de Victor Iemini.

Além da apresentação, o grupo traz para Florianópolis atividades formativas, entre elas a palestra que o diretor José Roberto Jardim fará, no dia 18, sobre o autor do texto original, Matei Visniec. Logo após todas as apresentações, o grupo também conversa com a plateia sobre a criação do espetáculo em si e, no dia seguinte, acontecerão as oficinas de interpretação e de vídeo-cenografia, técnica bastante utilizada neste espetáculo, bem como o encontro com grupos de teatro de Florianópolis. Confira a programação abaixo.

SERVIÇO
Espetáculo: Adeus, Palhaços Mortos
Local: TAC – Teatro Álvaro de Carvalho
Endereço: R. Mal. Guilherme, 26 – Centro
Data: 20 de Setembro – 19h e 21h
Classificação indicativa: 12 anos
Ingressos Gratuitos
*A bilheteria abre uma hora antes do início da apresentação e a capacidade do TAC é de 403 lugares

Atividades Formativas

DEBATE PÓS ESPETÁCULO: Depois de todas as sessões do espetáculo, ainda no teatro, haverá um debate de 30 minutos. Nele, a companhia irá compartilhar as impressões do processo de criação do espetáculo: escolha do texto, adaptação dramatúrgica, ensaios, concepções de cenário, figurino, música etc. Ao final, será aberto espaço para perguntas e impressões por parte do público.

PALESTRA: A Obra de Matei Visniec na Dramaturgia Contemporânea
Data: 18 de Setembro às 16h
Local: Auditório do Depto de Música – Centro de Artes da UDESC
Será realizada uma palestra com o tema: “A Obra de Matei Visniec na Dramaturgia Contemporânea” ministrada pelo premiado diretor José Roberto Jardim. Esta palestra de 120 min de duração fará um pequeno panorama da vida e obra do dramaturgo romeno Matei Visniec (autor do espetáculo “Adeus Palhaços Mortos”) e traçará paralelos com as tendências formais da dramaturgia contemporânea. O público alvo desta palestra serão estudantes de letras e das artes cênicas, atores, escritores, artistas e interessados em dramaturgia em geral.

OFICINA DE VÍDEO-CENOGRAFIA
Data: 21 de Setembro às 8h
Local: Espaço 1 – Centro de Artes da UDESC
A oficina de vídeo-cenografia será ministrada pelas integrantes da Academia de Palhaços. A ideia da oficina é dar ferramentas para que os participantes consigam desenvolver seus próprios trabalhos usando o vídeo enquanto elemento cênico. São múltiplas as possibilidades de seu uso em cena, mas por vezes encontram-se obstáculos financeiros e/ou tecnológicos que podem vir a minar a criação. Nessa oficina, os alunos terão um panorama de como driblar essa realidade e encontrar formas criativas de uso da vídeo-cenografia. Serão realizadas demonstrações e experimentos práticos com os alunos, por isso será realizada num auditório com plateia para experimentação tendo em vista a divisão teatral tradicional de palco/plateia. O público-alvo dessas oficinas serão estudantes, professores, entusiastas da tecnologia e das artes cênicas, atores, iluminadores, vídeo-makers, artistas e interessados em arte-tecnologia em geral.

SINOPSE DA OFICINA DE INTERPRETAÇÃO
Data: 21 de Setembro às 13h
Local: Espaço 1 – Centro de Artes da UDESC
Ministrada pelas integrantes da Academia de Palhaços, essa oficina pretende criar fissuras cênicas para que se trabalhe a interpretação não realista. Em foco estarão a rigorosidade do corpo do intérprete, o entendimento da virtuose e da liberdade da criação dentro desse universo formal e a atenção à dinâmica da voz enquanto reafirmação ou paradoxo. Nesse encontro, a ideia é compartilhar a prática da criação da Academia de Palhaços, utilizando pedais artísticos que foram importantes para a trajetória de exploração dessa linguagem de atuação da companhia.

ENCONTRO DA CIA. ACADEMIA DE PALHAÇOS COM GRUPOS DE TEATRO LOCAIS
Data: 21 de Setembro às 17h20
Local: Espaço 1 – Centro de Artes da UDESC
O encontro da cia. Academia de Palhaços com os grupos de teatro locais terá o tema “Gestão Cultural Criativa”. Aline Olmos, atriz e gestora cultural, compartilhará a experiência dos doze anos de existência da cia. e sua lida diária com editais, leis de incentivo, economia colaborativa e outros meios de gestão cultural, mostrando como isso dialoga com sua criação artística. Além disso, esse será um espaço de troca para que grupos e a Academia de Palhaços possam ter um panorama de como se dão as diferentes formas de existência desses coletivos hoje.

Leia mais:

Novos negócios: Floripa é palco de produções cinematográficas e destino de casamentos

Quem é Halle Bailey, a atriz negra que vai interpretar Ariel nos cinemas