Hambúrguer “Maria da Penha” provoca críticas em São Paulo

Brincadeira de mau gosto no cardápio teve repercussão negativa, e estabelecimento pediu desculpas

Foto: Reprodução

Uma hamburgueria da cidade de Salto, no interior de São Paulo, foi alvo de críticas depois de batizar um dos seus sanduíches de Maria da Penha. No cardápio, o lanche era descrito como “burguer da casa, alho poró, muçarela, bacon e repOLHO ROXO, com as letras de “olho roxo” destacadas.

Não demorou muito para o menu cair nas redes sociais e virar alvo de críticas de dezenas de internautas.

Diante da repercussão negativa, o hambúrguer foi rebatizado de “Censurado” e passou a se chamar “um lanche com repolho”.

Conforme o jornal O Globo, mesmo com as trocas, os internautas continuaram com as críticas, o que obrigou o estabelecimento a divulgar um posicionamento sobre o caso:

Reprodução
Reprodução

“(a hamburgueria) gostaria de se retratar a todas as pessoas que se sentiram ofendidas em relação ao nome dado a um dos burgers presentes no cardápio, o Maria da Penha. Entendemos nosso equívoco em relação à escolha do nome e pedimos nossas mais sinceras desculpas pelo ocorrido. Em momento algum desejamos ser desrespeitosos com qualquer mulher, sendo ou não frequentadora do nosso espaço”.

Criada há 11 anos, a Lei Maria da Penha leva o nome da farmacêutica cearense Maria da Penha, atualmente uma das principais ativistas na luta pelo fim da violência contra a mulher. Ela foi vítima do próprio marido e ficou paraplégica após as agressões.