Idoso desbanca Anitta, Porta dos Fundos e Felipe Neto fazendo “slime” no YouTube

Nilson Izaias conquistou mais de 1,6 milhão de inscritos em seu canal e mais de 3 milhões de visualizações em um único vídeo

Nilson Izaias
"Realizei meu sonho. Hoje foi o melhor dia. O dia mais feliz da minha vida", diz o idoso em um trecho do vídeo. Foto: Reprodução/YouTube

Vídeos fofos de um idoso tentando fazer “slime” dominaram a internet no fim de semana. O aposentado Nilson Izaias, o Papinho, bateu nomes como Felipe Neto, Porta dos Fundos e o mais novo clipe da Anitta e ficou no topo do ranking “Em alta” do YouTube, que mostra os vídeos mais acessados naquele instante.

A saga de conseguir fazer um “slime”, massa de modelar que pode ser preparada em casa, levou o simpático senhor a seis tentativas sem sucesso.

Leia também: Catarinense vira febre na internet ensinando a fazer slime, a famosa massa de modelar

Mesmo com as frustrações, Nilson não desistiu e na sétima tentativa finalmente conseguiu a façanha de produzir a massinha perfeita e se emocionou.

“Realizei meu sonho. Hoje foi o melhor dia. O dia mais feliz da minha vida”, disse o aposentado no vídeo ao agradecer as pessoas que o incentivaram a não desistir: “Obrigada minhas amigas que pediram para que eu não desistisse”.

Ele ainda mandou recado para um seguidor que sugeriu que ele fizesse uma massa de bolo: “Você aí que fica gozando da minha cara, dizendo que eu não consigo, mandando eu fazer uma massa de bolo, olha aí, eu fiz uma slime”.

O vídeo foi publicado no dia 22 de janeiro e segue entre os mais vistos na rede social. Seu canal já tem mais de 1,6 milhão de inscritos e o vídeo que viralizou mais de 7 milhões de visualizações.

A perseverança de Nilson Izaias foi reconhecida também por seguidores famosos. Maisa, a adolescente mais seguida do mundo no Instagram, com mais de 20 milhões de seguidores, convocou seus fãs: ” Vamos nos inscrever no canal dele gente”, publicou a artista.

Em entrevista ao G1, Nilson contou que começou a gravar os vídeos para passar o tempo, e que gostava do fato dos youtubers terem tantos amigos virtuais.

— Muitas crianças me chamam de avô, fazem comentários lindos, que querem me dar um abraço, me chamam de fofo, que querem me guardar em um potinho. Fico emocionado — relatou na entrevista.