Viajar com pouca grana: saiba como escolher a hospedagem

Casal de blogueiros em viagem à Nova Zelândia – Foto Rock ‘n Routes, divulgação

Convidamos os viajantes do blog Rock’n’Routes, o casal Patrízia Krieser e Diogo Costa, de Itajaí, a darem dicas exclusivas para a Versar sobre como viajar gastando pouco. Eles partiram em viagem rumo à Ásia em maio de 2015 e só voltaram em dezembro do ano passado. Agora, partiram novamente rumo a novas aventuras, sempre com muito planejamento. Confira as dicas do casal sobre o que considerar na hora de escolher onde se hospedar.

Por Patrizia Krieser – viajante e blogueira do Rock’n’routes

Já testamos quase todo tipo de acomodação: casa de família, trocar trabalho por acomodação, albergues com quartos compartilhados, hotéis tradicionais, acampar, motorhome… O que funciona melhor? Estar aberto para todas essas possibilidades quando for pesquisar as melhores opções para o seu destino.

Saiba aqui como montar o planejamento de viagem para gastar pouco

Você pode descolar acomodação de graça usando, por exemplo, Couchsurfing — em que pessoas recebem turistas sem cobrar nada por isso; ou trocar trabalho por acomodação — nesse caso você pode se cadastrar em sites como WorkaWay e WorldPackers, em que pessoas oferecem acomodação e às vezes até refeição em troca de trabalho voluntário (Algumas agências de turismo oferecem programas deste tipo).

Outra opção é usar sites como Trusted House Sitters, em que você pode morar na casa da pessoas enquanto cuida de animais ou do próprio imóvel durante viagem do proprietário. Nesses sites, você faz uma assinatura anual, mediante pagamento de uma taxa para ter acesso as oportunidade; Ainda é possível encontrar sites específicos, a estilo classificados, dos destinos com ofertas de trabalho em troca de acomodação sem necessidade de assinatura, mas vai exigir um tempo de pesquisa maior na internet.

Preços mais acessíveis

Para encontrar acomodações a preços acessíveis, usamos principalmente o AirBnb e Booking.com. Também já usamos o Hotels.com e Agoda.com, que tem certa abrangência em alguns destinos. A dica aqui é olhar sempre com o filtro do preço menor para o maior e ler as revisões dos viajantes. Geralmente, as fotos dos lugares são melhores que a realidade, mas as opiniões de quem já foi costumam ser bem certeiras.

Evite escolher um lugar muito distante para economizar. Você vai pagar menos, mas vai acabar gastando mais com transporte ou não curtindo tanto o lugar diante da dificuldade de chegar nos pontos de interesse.

Se o destino escolhido for daqueles em que comer em restaurante é bastante caro, procure opções em que você tenha uma cozinha à disposição para fazer algumas das suas próprias refeições.

Equipe Versar
Somos uma plataforma multimídia que mostra o estilo de vida de Santa Catarina de forma leve e inovadora. A Versar integra os veículos do grupo NSC Comunicação.

Deixe seu comentário