Voo solo: os 3 destinos mais seguros para mulheres que querem viajar sozinhas

 

Foto: Canadá. Foto: Ali Tawfiq, Divulgação

Seja por ter encontrado aquela promoção imperdível de passagem aérea, por não conseguir conciliar as férias com a de familiares e amigos ou simplesmente por ter vontade de curtir a própria companhia, é fato: as mulheres nunca viajaram tanto sozinhas. Uma pesquisa do TripAdvisor, maior site de viagens do mundo, aponta que uma em cada quatro mulheres brasileiras já embarcaram para conhecer um novo destino em voo solo – e planejam repetir a experiência.

Entre as vantagens de viajar sozinha, o que mais conta é a liberdade de fazer o que bem entende – sem ninguém para dar pitaco na escolha do restaurante da noite ou fazer cara feia para visitar aquele museu. Ganhar mais independência e confiança também estão entre os motivos que elas apontam para rodar o mundo sem mais ninguém ao lado.

Mas o frio na barriga pode surgir quando se pensa no quesito segurança – já que o medo de episódios de assédio ou abusos fica ainda maior quando estamos em um local desconhecido. Para ajudar a planejar sua próxima viagem, consultamos um ranking elaborado pelo International Women’s Travel Center com os destinos mais seguros no mundo para elas: Islândia, Dinmarca e Canadá.

Islândia

Foto: Pexels, Divulgação

A terra de Björk conquistou o topo da lista por um motivo mais do que justo: pela oitava vez consecutiva, a ilha nórdica foi eleita como o melhor e mais igualitário país para as mulheres, segundo o ranking anual produzido pelo Fórum Econômico Mundial. Para entender como é viver em uma sociedade de fato igualitária, recheie as malas de casacos: aqui, as aventuras serão em dias frios, já que se trata de um dos destinos mais gelados do globo. Mas as paisagens compensam.

Da mágica aurora boreal ao sol da meia-noite – passando, claro, pelas belas atrações naturais como cachoeiras, gêiseres, vulcões e piscinas térmicas –, é destino certo para quem busca aventura.

Dinamarca

Segundo destino nórdico da lista, a Dinamarca reserva surpresas que vão bem além dos deliciosos chocolates finos. Belezas históricas como o Castelo de Hamlet e as cidadezinhas medievais estão entre as atrações. A capital, Copenhague, é repleta de canais que cortam a cidade, um convite a passeios de barco pelas construções históricas. Aproveite também para passear a pé pela cidade ou, quem sabe, de bicicleta, meio de transporte preferido dos dinamarqueses.

Foto: Pexels, Divulgação

Entre os passeios imperdíveis, prepare-se para conhecer a Estátua da Pequena Sereia, inspirada nos contos de Hans Christian Andersen. Também vale a visita ao Tivoli, considerado um dos parques de diversão mais antigos do mundo. Não deixe de incluir no roteiro os castelos, como o de Rosenborg e o Palácio de Amalienborg.

Canadá

É aqui que vive o povo considerado o mais receptivo do mundo. É também o destino mais pacífico do globo, de acordo com o Índice Mundial da Paz. No país, que completou 150 anos de história, há desde opções modernas e cosmopolitas até paisagens naturais e montanhas. O roteiro turístico passa, claro, pelas Cataratas do Niágara, a 130 quilômetros de Toronto.

Foto: Pexels, Divulgação

Na histórica província de Quebec, vale a visita à Catedral de Notredame, beleza arquitetônica de estilo neoclássico. Em Vancouver, fica a dica para os aventureiros: atravessar a ponte suspensa sob o Rio Capilano, a 70 metros de altura. Para os mais urbanos, a sugestão é conhecer a CN Tower, em Toronto, terceira torre mais alta do mundo. Já em Montreal, os amantes da natureza podem desfrutar das belezas do Botanic Garden, um dos maiores jardins botânicos do mundo.

Para ficar ligada

Por questões que vão da cultura à ameaça de terrorismo, o International Women’s Travel Center listou também os países considerados mais perigosos para mulheres que viajam desacompanhadas. Cuidados redobrados se a sua viagem dos sonhos for para:

1. Turquia
2. Rússia
3. Venezuela
4. Egito
5. Índia

Leia também

“Dá pra fazer um humor crítico sem ser xenófobo ou homofóbico”, diz Caito Mainier, do Choque de Cultura

Joinvilenses negam os clichês locais e apresentam novas ideias de empreender e viver na maior cidade de Santa Catarina

Somos uma plataforma multimídia que mostra o estilo de vida de Santa Catarina de forma leve e inovadora. A Versar integra os veículos do NSC Comunicação.

Deixe seu comentário