Instagram e Snapchat excluem GIFS por conteúdo racista

As redes sociais Instagram e Snapchat excluíram a função de adicionar GIFs a posts neste final de semana. Usuários notaram a alteração, mas nenhum dos aplicativos se pronunciou a respeito. Segundo o site TechCrunch, a exclusão aconteceu logo após a descoberta de um GIF de cunho racista ao buscar pela palavra “Crime”. Na imagem, um macaco trabalhava seguindo as ordens de um homem branco, que dizia algo como “siga trabalhando, os números continuam a subir”.

racista
Usuária encontra GIF racista no instagram e Snapchat. (Foto: Reprodução/TechCrunch)

O Snapchat removeu primeiro o recurso e, de acordo com o site TechCrunch, um representante do aplicativo informou que a função foi suspensa até que a equipe do Giphy – serviço que fornece os GIFs para as duas plataformas – corrija a questão. O site permite que usuários adicionem imagens animadas em seus posts, mas o termo de serviços informa que não são permitidos publicações de teor “abusivo, obsceno, ofensivo ou vulgar”.

Ao site Engadget, o Giphy afirma que o conteúdo racista foi incluído por causa de um bug no filtro de moderação, mas que já foi removido do banco de dados. O erro já estaria sendo revisado manualmente. “Corrigimos o erro e estamos remoderando os GIFs de nossa biblioteca. Assumimos a responsabilidade por esses ocorrências e pedimos desculpas a quem se sentiu ofendido”, informou. Apesar de ter confirmado a remoção do adesivo de cunho racista, o recurso de imagens animadas ainda está fora das duas redes.

Leia mais:

Ecossistema de Inovação: empresas de tecnologia se proliferam em SC e já influenciam a forma de trabalhar no Estado

Inglês: cursos oferecem inovação e até 50% de desconto pelo Clube NSC