Vanessa Tobias: cartinha de Deus

Chego no trabalho e encontro uma cartinha de feliz aniversário na minha mesa. Temos na empresa uma equipe brilhante. Um de nossos estagiários foi apelidado por nós de “Capitão América” – o que demonstra o estilo do time: heróis, bonitos, éticos e competentes.
Neste último ano procurei o “varejo” na vida. Cuidar de quem cuida de mim todos os dias. Pareceu confuso no começo quando me foquei em uma rotina básica de: estar junto-sair-tomar café-visitar-passar tempo com quem me carregou até este momento da vida.

O número de pessoas não é tão grande, nem tão pequeno – mas é o que cabe com qualidade e cuidado em minha vida – mantendo o meu amor pelo trabalho e meus estudos, minha saúde em dia, um espaço para a terapia e minha sanidade. E um outro espaço para os erros que todos cometemos – até quando queremos cuidar bem. Quando se cuida da base, sobra espaço e tempo para o crescimento.

Senti que no “atacadão” das relações e na abrangência tão virtual de contatos eu poderia perder a profundidade do relacionamento com quem me deu a vida, quem esteve na infância comigo, quem me batizou, quem trabalha comigo oito horas por dia. Cultivei amizades, namorei e estive com a família e a equipe o quanto consegui – e nos idos de 35 anos me daria uma nota acima da média para os resultados que conquistei – levando em consideração que o aniversário é um marco incontestável, um boletim publicado do que se fez com a vida no último giro em torno do sol.

Dessa vez, 35 giros, quase metade da vida já se vê por completada, e minha missão de vida bate a porta para mais uma conversa: como queremos ser lembrados? O que o mundo perderia
se não estivéssemos aqui?

Nos erros que cometemos, sempre nos vemos inconformados – na expectativa do perfeito. Agora me vejo aos 35 anos, humanizada: errei feio e acertei bonito. E fui média também. Mais incontestável que o boletim da idade, o que de fato ainda me surpreende é o contato de Deus nas nossas vidas. Será que já paramos para ver o significado do nosso nome (Vanessa significa borboletas: a transformação) como uma dica de Deus? Lemos com atenção os cartões que nos escrevem, como mensagens necessárias para nossos dias especiais?

Na carta feita a mão por uma das Mulheres-Maravilha de nosso time de heróis – a Aline (que vem de: graciosa, bela e adorável) me trouxe o Salmo 35:27 que diz: “Cantem e alegrem-se os que amam a minha justiça, e digam continuamente: o Senhor seja engrandecido, o qual ama a prosperidade do seu servo”.

Que tenhamos posicionamento ao escolher o que preencherá nossa vida em cada giro do sol, que os sinais de Deus sejam sentidos e sua visita seja vista, também, pelo nosso contato com os anjos que estão conosco, todos os dias, em nome dessa Energia.

Feliz vida para todos nós!

Leia mais:

Veja as outras colunas de Vanessa Tobias para a Versar

Mulheres na faixa dos 36 anos têm o melhor sexo de suas vidas, diz pesquisa

Tatiane Marafon: O “click” das relações

Vanessa Tobias

A catarinense, uma da mais conhecidas life coaches do país, vai abordar temas como autodesenvolvimento, empreendedorismo, finanças, família, carreira, sucesso, multidisciplinaridade e como viver o presente, com os olhos no futuro

Deixe seu comentário