Diástase: conheça mais sobre esse problema comum na gravidez

Problema que causa dores, desconfortos e alterações estéticas no corpo e que atinge principalmente gestantes

Foto: Pexels

A diástase do músculo reto abdominal é um afastamento superior a 2,5 cm dos músculos da barriga. De acordo com a ginecologista e obstetra Luísa Aguilar da Silva, a condição é resultado das muitas mudanças pelas quais o corpo da mulher passa durante a
gravidez.
Durante a gestação, ocorrem alterações hormonais que provocam o relaxamento do tecido da barriga e dão a flexibilidade necessária para o parto. Assim, junto com o aumento
do tamanho do útero, depois de nove meses pode ocorrer a separação dos músculos centrais do abdome.

 

Sintomas:

● Dor lombar causada pelas tentativas de estabilizar o corpo;
● Hérnias;
● Problemas posturais;
● Incontinência urinária.

Fatores de risco:

Número de gestações;
● Curto intervalo entre as gestações;
● Gemelaridade;
● Ganho de peso excessivo;
● Parto Vaginal

Tratamento:

O tratamento consiste de exercícios, orientados por um fisioterapeuta experiente,
para o fortalecimento dos músculos da região. Eletroestimulação e ginástica
hipopressiva são grandes auxiliares.

Foto Tati Albino, divulgação

Dica: cintas modeladoras são aliadas do tratamento

Modeladores são de grande ajuda para a melhora da dor lombar ocasionada pela diástase, além de promover feitos estéticos durante o tratamento. As cintas da Tati Albino modeladores auxiliam na reeducação postural, potencializam os efeitos das drenagens linfáticas, modelam e harmonizam a linha abdominal. Confira em: www.tatialbinomodeladores.com.br