Nutricionistas dão dicas para manter o peso no inverno

Pequenas trocas podem manter o corpo aquecido e até acelerar a perda de peso

inverno
Foto: Pixabay

Por Camila Kosacheno

Se você tem a sensação de que sente mais fome no inverno, fique tranquilo: essa é uma resposta fisiológica do organismo para manter a temperatura corporal. Contudo, não é desculpa para exagerar e comer tudo o que estiver disponível. A dica é apostar em trocas inteligentes, evitando o excesso de carboidratos e gorduras. São medidas simples que, no fim das contas, ainda podem turbinar a perda de peso:

— Na tentativa de manter temperatura no inverno, o corpo gasta mais calorias. Conseguindo manter a dieta como no verão, a pessoa perderia peso. Não seria muito, mas pode fazer diferença — explica a nutricionista Raquel Fitz.

Abaixo, reunimos algumas dicas. Confira:

Aposte em bebidas quentes

Chás e chimarrão são boas opções para trazer a sensação de calor e conforto, indica a nutricionista clínica, esportiva e preventiva Tatiana Galdino. O clássico café com leite também entra na lista, mas com um detalhe importante.

— Sem chantilly! — destaca.

É bom lembrar que chá e chimarrão não substituem a água. Portanto, mantenha o consumo do líquido mesmo nos dias mais frios. E quando bater aquela vontade de tomar chocolate quente?

— Tudo é um questão de escolhas. Se quiser tomar chocolate quente, peça sem leite integral e sem chantilly. Solicite uma versão com menos gordura, mas não deixe de consumir. Isso tem que ser um momento feliz, mas não significa que deva ser um hábito — diz Tatiana.

Foto: Felipe Carneiro

Sopas e cremes para saciar

Seguindo a ideia de comidas que trazem conforto e calor, as sopas e os cremes são ótimas opções para manter o corpo aquecido e saciado. Deve-se evitar aquelas versões com creme de leite ou leite de coco — que contêm mais gorduras — e também deve-se maneirar na quantidade de carboidratos.

— Tem quem coloque batata, mandioquinha e massa. Escolha só um desses — orienta.

Para quem prefere sopas mais cremosas, Tatiana ensina algumas estratégias que ajudam na hora de engrossar a preparação: utilizar moranga, biomassa de banana verde, goma xantana ou até mesmo um pouco de amido de milho.

— Também é bom ter os alimentos em pedaços grandes, pois ao mastigar a pessoa já fica saciada e come menos — ensina Tatiana.

Além dos legumes, a sopa também deve conter uma fonte de proteína, como carne magra ou ovo.
Foto: Beto Barreiros / Arquivo Pessoal

Não esqueça as saladas

Embora não seja tão convidativo nos dias frios, é fundamental manter o consumo de frutas, legumes e verduras. Os legumes não precisam ser, necessariamente, crus. Pode-se consumi-los cozidos e refogados.

As frutas, como maçã e pera, por exemplo, também podem aparecer em versões quentes. E se as folhas verdes não apetecerem, Tatiana tem uma dica:

— Uma boa tática é colocar feijão por cima da salada crua.

Foto: Ricardo Wolffenbuttel
Controle o álcool
Nos dias frios, nada como aproveitar uma tacinha de vinho. Mas é bom ir com calma, pois, apesar de conter antioxidantes, a bebida contém álcool.

— Problema não é tomar vinho, mas a quantidade. Uma taça não seria problema, no entanto, as pessoas tomam mais e mais frequentemente — destaca Raquel.

Uma medida aceitável, sugere Tatiana, seria 100ml por dia. Agora, se a ideia for beber uma quantidade um pouco maior, ela indica que seja feito um controle do consumo de carboidratos ao longo do dia.

Leia mais:

Dobradinha de frutos do mar é perfeita para o inverno
Frente fria: as principais tendências de moda para o inverno 2018A pele fica mais seca no inverno: veja como prevenir e remediar