Indicado ao Prêmio Jabuti, escritor blumenauense recebe premiação da Biblioteca Nacional

marcelo labes
Foto: Instagram, reprodução

O catarinense Marcelo Labes ficou em segundo lugar na categoria Romance do Prêmio Literário 2019, realizado pela Fundação Biblioteca Nacional. O blumenauense também concorre ao Prêmio Jabuti 2019, concedido pela Câmara Brasileira do Livro, e considerado um dos prêmios de maior destaque da literatura brasileira.

— A participação de Santa Catarina no cenário da literatura nacional é sazonal. Tivemos alguns premiados já, alguns indicados; o fato é que isso está acontecendo agora. O Brasil precisa conhecer o que temos produzido, escrito, realizado — destaca Labes.

Leia também: Escritores catarinenses criam editora para publicações independentes

Paraízo-Paraguay, obra premiada, é um dos primeiros livros publicados pela Editora Caiaponte, que é um projeto de Labes com os escritores Telma Scherer e Gustavo Matte. Em janeiro deste ano uma campanha de crowdfunding, uma vaquinha online, arrecadou recursos para imprimir os primeiros livros da editora qeu surgiu com o objetivo de dar espaço para publicação de obras independentes.

 

Segue a lista dos três melhores colocados em cada categoria:

Categoria Conto

1. Kafkianas / Elvira Vigna / Todavia

2. Um exu em Nova York / Cidinha da Silva / Pallas

3. Sebastopol: três contos / Emilio Fraia / Alfaguara

Categoria Ensaio Literário

1. Maquinação do mundo: Drummond e a mineração / José Miguel Wisnik / Companhia das Letras

2. Dostoiévski na rua do Ouvidor: a literatura russa e o Estado Novo / Bruno Barretto Gomide / EDUSP

3. Roteiro literário – Paulo Leminski / Rodrigo Garcia Lopes / Biblioteca Pública do Paraná

Categoria Ensaio Social

1. Ser republicano no Brasil Colônia: a história de uma traição esquecida / Heloisa M. Starling / Companhia das Letras

2. Dentro do nevoeiro / Guilherme Wisnik / Ubu

3. Presidencialismo de coalizão: raízes e evolução do modelo político brasileiro / Sérgio Abranches / Companhia das Letras

Categoria Literatura Infantil

1. Enreduana / Roger Mello / Companhia das Letrinhas

2. Donana e Titonho / Ninfa Parreiras / Paulinas

3. Se eu abrir esta porta agora… / Alexandre Rampazo / SESI-SP

Categoria Literatura Juvenil

1. Minha vida não é cor-de-rosa / Penélope Martins / Editora do Brasil

2. Clarice / Roger Mello / Global

3. Layla, a menina síria / Cassiana Pizaia, Rima Awada Zahra, Rosi Vilas Boas / Editora do Brasil

Categoria Poesia

1. Nenhum mistério / Paulo Henriques Britto / Companhia das Letras

2. Veludo violento / Natasha Tinet / Imprensa Oficial Graciliano Ramos

3. Haverá festa com o que restar / Francisco Mallmann / Urutau

Categoria Projeto Gráfico

1. Clarice / Felipe Cavalcante /Global

2. A origem das espécies / Elaine Ramos Coimbra / Ubu

3. 1968: Paris, Rio / Bloco Gráfico / Bazar do tempo

Categoria Romance

1. Paradeiro / Luís Bueno / Ateliê Editorial

2. Paraízo-Paraguay / Marcelo Labes / Editora Caiaponte

3. Manual não injuntivo de como criar um monstro / José Ronaldo Siqueira / Editora Patuá

Categoria Tradução

1. Bússola (Mathias Enard) / Rosa Freire d’Aguiar / Todavia

2. Eu nunca fui ao Brasil (Ernst Jandl) / Myriam Ávila / Relicário

3. O esplendor da palavra antiga dos Maias-Quiché de Quauhtlemallan: aurora sangrenta, história e mito (Popol Vuh) / Josely Vianna Baptista / Ubu

Leia mais:

Primeira livraria feminista de Santa Catarina propõe ampliar o debate sobre temas polêmicos

Escritor itajaiense lança livro infantil que aborda as diferenças e a liberdade