Indiciada por intolerância, ex-BBB Paula diz que agora ‘pode falar merda em paz’

Paula BBB
Paula tem evitado contato com a imprensa. Foto: Reprodução/Globo

Indiciada pela polícia por conta de intolerância religiosa e acusada de ser racista após declarações polêmicas na 19ª edição do BBB, Paula von Sperling, que venceu o reality, voltou a causar furor na internet.

Isso porque ela gravou um vídeo junto com o também ex-participante Maycon dizendo que “agora podemos falar nossas merdas em paz”. O vídeo logo causou repercussão negativa.

Durante o confinamento, a moça se envolveu em um problema e, para as autoridades, teria agido de forma preconceituosa com o participante Rodrigo França. Na ocasião, ela disse temer o rapaz, já que ele “mexe com esses trecos de Oxum”, ao se referir à religião do homem. Nas redes sociais, ela também foi acusada de ser racista. Rodrigo é negro.

Leia mais: “BBB 19”: Paula, campeã do reality, é indiciada por intolerância religiosa

O inquérito do Decredi (Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância) já foi encaminhado ao Ministério Público. Para a polícia, Paula praticou o crime de injúria por preconceito.
Maycon também foi pelo mesmo caminho e se viu envolvido em diversas polêmicas. Além de também ter sido chamado de racista, em um papo na cozinha no começo do reality, ele deu a entender que já havia maltratado um gato, o que causou revolta em muita gente do lado de fora.
No vídeo com Paula, ele aparece aos risos. “Vamos falar mal dos outros”, diz. “Cuidado com a orelha de vocês”, completa ela, aos risos. O vídeo foi apagado.