Mestre do Sabor: representante de SC, Janete Borges apresenta sua cozinha afetiva

Janete Borges
Foto: Globo/Victor Pollak

O reality Mestre do Sabor, apresentado por Claude Troisgros, estreou sua primeira edição com três representantes de Santa Catarina. A chef Janete Borges é natural de São José dos Campos, em São Paulo, mas há alguns anos escolheu Florianópolis como sua casa. Foi na capital catarinense que ela construiu uma carreira sólida, trabalhando nos maiores e melhores restaurantes e hotéis da cidade.

Mãe de dois filhos, a chef atualmente trabalha em uma charcutaria, onde se especializa em ingredientes vindos do mar. A charcutaria é um dos métodos mais antigos de produção de alimentos, e utiliza a salga, cura, fermentação, desidratação, cozimento e defumação para conservar os alimentos e construir novos sabores.

Leia também: Mestre do Sabor: conheça o catarinense Dudu Poerner que representa SC na competição

A opção de abandonar a rotina da cozinha de hotel veio com o nascimento da segunda filha, e o desejo de viver uma vida mais slow.

— O hotel é muito legal porque você acaba criando um vínculo de família com as pessoas que você trabalha, justamente porque você não consegue ter família. Você tem hora para entrar na cozinha, mas não tem hora para sair. Acaba que você não consegue dar atenção para sua família — destaca a chef, que lembra o primeiro Natal que conseguiu passar com a família.

— Meu filho, quando eu sai do meu último emprego em hotel, ele falou surpreso: ‘Festa de Natal?’. Eu nunca tinha feito um Natal em casa, eu estava sempre trabalhando.

Antes da charcutaria ela ainda trabalhou com assessoria para alguns restaurantes. Com a proposta da Duca Charcutaria viu uma possibilidade de aplicar seus conhecimentos em algo que ela gosta, os ingredientes vindos do mar.

O convite para participar da primeira edição do programa Mestre do Sabor surpreendeu Janete, que confessa ter pensando em não aceitar.

— Eu não vou participar de um reality show, não é a minha vibe. Eu estou vivendo um momento em que eu tenho que esperar a abobrinha nascer para fazer a conserva dela e só em três meses a conserva fica pronta — revela a chef, que com o apoio do marido e dos colegas da charcutaria resolveu aceitar a proposta.

O fato da atração ser apresentada pelo renomado chef Claude convenceu Janete que seria uma ótima oportunidade de apresentar o seu trabalho em rede nacional.

— Eu não assisto muitos programas de culinária, mas se existe alguém que eu gosto de assistir é o Claude. Quando eles me falaram que era com ele eu pensei: ‘Ele não vai deixar fazer um programa em que vai esculachar os participantes’ — a descoberta foi decisiva para sua escolha.

Ao lado de Claude ela preparou o primeiro prato na competição, uma “Garoupa curada com eryngui e alho poró, molho ponzu com colágeno de porco”, com a qual conquistou uma vaga no time do chef português José Avillez, o único que apertou o botão verde.

Mestre do sabor: conheça Ricardo Caldas, representante de SC, que surpreendeu os jurados

— Eu fiquei bem feliz que foi o Avillez, porque o Leo e a Kátia é muito mais fácil ter acesso a eles aqui no Brasil. Se eu pudesse tirar algo de alguém, de imediato, eu ia escolher ele — revela a chef. Sobre as críticas que recebeu ao prato, ela comenta:

— A charcutaria do mar, o peixe, não foi criticado. E ele era o meu principal elemento. Aquele prato era muito transparente em relação ao meu momento. Com as conservas e com as coisas que eu trabalho. Eu poderia ter feito um prato que não tem erro, que todo mundo ia gostar, mas eu escolhi criar algo meu. Eu passei uns 15 dias estudando e pensando que ia levar a garoupa, que é um peixe que tem muito aqui. Pensei que queria ela curada, depois disso eu fui testando os sabores.

Na próxima fase, “Menu Confiança”, os três times cozinham um menu completo. Cada mestre orienta seus cozinheiros e quem avalia e elege o melhor menu é Claude Troisgros. O time que levar o voto de Claude está imune da segunda prova. A segunda etapa é a “Batalha dos Cucas”. Nela, os chefs cozinham individualmente e voltam a ser avaliados pelos mestres José Avillez, Kátia Barbosa e Leo Paixão, que são responsáveis por definir os dois participantes que deixam a disputa. O programa vai ao ar na quinta-feira, 31.

Leia mais:

Mestre do Sabor: Santa Catarina terá três candidatos na nova fase da competição

Beto Barreiros: Memória – chefs Pierre Troisgros e Paul Bocuse em visita a Florianópolis

The Voice Brasil: conheça Luana Berti, a catarinense que agita a internet com suas apresentações