“Jogo de Panelas”: conheça os participantes do quadro gravado em Florianópolis

Os cinco participantes apresentados nesta sexta-feira competirão até o dia 17 de dezembro

Jogo de Panelas no Mais Você
Foto: TV Globo/Reprodução

Começou nesta sexta-feira, 7, e vai até o dia 17 de dezembro, mais uma edição do “Jogo de Panelas”, quadro do programa Mais Você, apresentado por Ana Maria Braga. Em cada edição uma cidade é escolhida para receber a atração do matinal, desta vez Florianópolis será o pano de fundo do reality show.

Após uma seleção, cinco candidatos foram escolhidos e irão disputar o prêmio de R$ 10 mil. Os participantes passarão por provas em cinco etapas, todas feitas em Floripa. No “Jogo de Panelas”, cada participante faz um jantar com entrada, prato principal, sobremesa e atração.

Todos os pratos devem estar dentro de um tema e a decisão do reality show depende dos votos dos próprios participantes para o jantar e de um júri técnico para as fantasias dos convidados, para a decoração da casa e para a atração principal de cada noite.

Confira o perfil dos participantes na disputa:

Juliano Zanotelli

Foto: Arquivo Pessoal

Idade: 36 anos
Profissão: Jornalista
Tema do jantar: Uma noite no circo

Juliano nasceu em São Miguel do Oeste, no extremo Oeste de SC. Vive em Florianópolis há seis anos, onde mora sozinho. Atualmente, é freelancer. Ele aprendeu a cozinhar ainda na infância, observando a mãe pilotando as panelas. Sempre achou a cozinha o melhor lugar da casa! Costuma receber os amigos em casa para jantares regados a um bom papo, música e é claro, bebidas. Pode ser cerveja, espumantes ou vinhos. Herdou paixão pela culinária da mãe e da avó, que tem 87 anos. Ela teve um AVC no ano passado e ele acredita que ela ficaria muito feliz de vê-lo na televisão.

Se diz um cara extrovertido, observador e, como bom virginiano, um pouco metódico e organizado. Gosta de estar e fazer os outros estarem bem. Quer se divertir no Jogo de Panelas, mas diz que tem que se cuidar pois as vezes fala sem pensar.

Como foi o processo de seleção para participar do quadro?

Lembro que numa manhã liguei a TV e ouvi a Ana e o Louro José fazendo um convite: “Ei, você aí de Florianópolis, não quer participar do ‘Jogo de Panelas’?”. Aí eu fiquei pensando: será? Bom, deixei passar uns dias, quando ouvi eles dois novamente fazendo o convite. Aí entrei no site do programa preenchi o formulário, encaminhei o material solicitado (fotos e um vídeo) e segui a vida. Até que um dia me ligaram dizendo que eu tinha sido pré-selecionado. E então fui passando por etapas, teve até visita técnica e quando recebi a confirmação de que tinha sido selecionado fiquei muito feliz.

Como está sendo participar do programa?

Incrível! Entrei de corpo e alma no “Jogo de Panelas”. Tenho que confessar que, mesmo sendo jornalista, as câmeras intimidam no começo, mas depois é só alegria. A galera, tanto da produção, quanto os participantes, são muito animados, e o clima é sempre de descontração durante as gravações.

O que esperar do seu jantar?

Preparei Uma Noite no Circo, com direito a decoração e atrações temáticas, tudo para que os participantes se sentissem dentro da lona de um circo de verdade. E espero que eles sintam isso mesmo e que gostem da comida que preparei com todo carinho para o jantar.

Carla dos Santos

Foto: Arquivo Pessoal

Idade: 36 anos
Profissão: Funcionária Pública
Tema do jantar: A vida é uma festa! Entramos sem sermos convidados e saímos sem que ela termine

Natural de Florianópolis, Carla é concursada e trabalha há sete anos na Prefeitura de Palhoça como entrevistadora do cadastro único. Aprendeu a cozinhar na adolescência e foi desenvolvendo esse lado com o passar do tempo. Ela adora fazer pratos pesados, de longo preparo, como feijoadas, dobradinhas e cozidos. Diz ser perfeccionista. Carla afirma que não tem ninguém mais animado que ela para cozinhar e fazer festa. Ela não gosta de ninguém dando palpites na cozinha e prefere cozinhar sozinha, por isso, seus amigos dizem que ela é bem chata quando está cozinhando. Sobre críticas, ela diz que é de falar e dar sua opinião, já que está sempre certa. Atualmente mora com o marido, o pai, irmão e duas filhas.

Como foi o processo de seleção para participar do quadro?

Me inscrevi pela internet. Cheguei um dia no trabalho e minhas amigas me falaram desse quadro. Elas insistiram para eu me inscrever, falaram que como gosto de cozinhar e receber as pessoas eu precisava participar da seleção. Depois de um tempo a produção entrou em contato e me pediu mais alguns dados — vieram me visitar aqui em casa — até que me avisaram que eu estava entre os cinco.

Como está sendo participar do programa?

Participar de um programa de televisão é muito legal. Espero não ser má interpretada, até porque tenho uma personalidade bem difícil. Durante o programa serei eu mesma, não vou mudar por conta das câmeras.

O que esperar do seu jantar?

O que acontece todos os finais de semana na minha casa. Muita alegria e muitas risadas. Claro que alguns pitacos e sinceridade ao extremo, assim como acontece na minha casa sempre. A gente se reúne, toma uma cervejinha, conversamos e quando eu tenho que falar alguma coisa eu falo, e quando eu tenho que ouvir, também sei ouvir. E é isso, muita alegria, música, alto-astral e personalidade.

Luciano Moreno

Foto: Arquivo Pessoal

Idade: 47 anos
Profissão: Dono de Empreiteira
Tema do jantar: Marrocos: aromas, cheiros e temperos

Luciano é casado, tem uma filha de 13 anos e um enteado de 23 anos. Nasceu em Jundiaí e se mudou para Florianópolis há 20 anos, por conta de uma oportunidade de trabalho. É dono de uma empreiteira e vive uma rotina agitada de obras. Aprendeu a cozinhar com sua mãe, que sempre foi sua maior fonte de inspiração. Ele diz que ela sempre teve o dom de encantar a todos que provam seus pratos. Foi assim que desenvolveu o interesse pela arte da culinária. Luciano sempre foi muito incentivado pelos amigos para participar do “Jogo de Panelas”. Ele é do tipo que quer agradar com seus pratos, está sempre aberto a novas experiências gastronômicas. A paixão por esse universo é tanta que ele acompanha o trabalho de muitos chefs de cozinha pelas redes sociais. Gosta de frequentar bons restaurantes e se diz crítico. Se acha uma pessoa muito competitiva.

Como foi o processo de seleção para participar do quadro?

Foi a minha filha Luana que me inscreveu. Nós estávamos assistindo televisão e vimos a chamada da Ana Maria convidando candidatos para participarem do quadro. Ela mandou a inscrição, já que faz muito tempo que eu cozinho e que a turma toda gosta. A gente inscreveu meio que na brincadeira, mas acabou dando certo e eu fui selecionado para o quadro.

Como está sendo participar do programa?

É uma experiência muito interessante. Eu nunca tinha tido a oportunidade de participar de reality show e está sendo uma experiência muito gratificante. O pessoal da produção ajuda bastante, e então será uma disputa muito sadia, leal e proveitosa, e também a oportunidade de conhecer receitas novas. Já tinha a curiosidade de saber como funcionava um programa com essa dinâmica, e está sendo muito gratificante participar.

O que esperar do seu jantar?

O tema nasceu da última vez que estivemos no Sul da Europa, e incluímos no roteiro o Norte da África. Lá tivemos a oportunidade de conhecer a culinária marroquina, que chama muita atenção pela diversidade de sabores e técnicas culinárias, que são bem diferentes do que a gente conhece. E, por conta disso, eu resolvi fazer o tema do meu jantar em homenagem à cultura do Marrocos. Eles têm um jeito peculiar em preparar os alimentos e combinar os temperos e aromas para fazerem pratos que são apreciados no mundo inteiro, e foi por isso que escolhi esse tema.

Raquel Souza

Foto: Arquivo pessoal

Idade: 41 anos
Profissão: Médica Veterinária
Tema do jantar: Quase Pub… Gastropub Inglês

Raquel nasceu em São Paulo, cursou veterinária e há oito anos resolveu se mudar para Florianópolis, pois queria morar na praia. Está solteira e mora sozinha. Trabalha como veterinária atendendo clientes à domicilio. Cozinhar é seu principal hobby. Seus pais e avós foram os maiores professores no assunto. Raquel é do tipo que cozinha de acordo com o clima, convidados, bebidas, horário e também com o que tem disponível. Ela faz a própria massa de macarrão e diz que nunca comeu outro melhor. Afirma que não é muito modesta em relação à qualidade da comida dela. Raquel curte participar do “Jogo de Panela” porque sofre de uma espécie de vício: exibicionismo gastronômico! Seu prazer é cozinhar para ouvir elogios durante a degustação. A veterinária gosta de harmonizar vinhos e outras bebidas com os pratos.

Ela acha que seu bom humor, espontaneidade e segurança podem ser alguns de seus trunfos para levar o prêmio do programa. Fora a cozinha, Raquel também tem outro hobby que é o polo aquático. Treina praticamente todos os dias, participa de competições amadoras e vê na atividade uma forma de extravasar sua energia e estresse do dia a dia.

Como foi o processo de seleção para participar do quadro?

Participar do processo seletivo já foi uma emoção diferente. Tive que fazer um vídeo e responder um questionário. Na verdade, eu sou muito agradecida a uma amiga que me ligou e falou que eu tinha que me inscrever. Eu pensei: “Nossa, eu acho programa demais. Quero muito participar”. E que bom que deu certo.

Como está sendo participar do programa?

Está sendo melhor do que eu imaginei. O fato de estar participando de vários jantares, conhecendo pessoas bem bacanas, poder entrar de cabeça nos temas propostos, e tem toda aquela ansiedade de como será, e qual a harmonização será feita, isso não tem preço. É algo extremamente divertido. E uma das melhores partes é também poder conhecer o Projac, a Ana Maria e o Louro José.

O que esperar do seu jantar?

Espero que meu jantar agrade os participantes e que eles entendam a minha preocupação com o peso dos pratos, com a sequência e a harmonização com os vinhos. Espero que gostem e que esteja bem saboroso. A banda Fred Lee estará no jantar, é a banda que eu mais gosto em Floripa, e eu já acompanho o trabalho deles há algum tempo.

Márcio Cabral

Foto: Arquivo Pessoal

Idade: 49 anos
Profissão: Diretor Teatral/Professor
Tema do jantar: Commedia Dell’Arte

Marcio é diretor teatral está fazendo pós graduação em Literatura. Desde pequeno, sempre foi muito curioso pela cozinha, acompanhava sua mãe no preparo das refeições. Os bolos foram seus primeiros desafios na cozinha. A culinária foi acontecendo e se desenvolvendo naturalmente em sua vida. O que mais lhe chamava atenção era como a comida tinha o poder de deixar as pessoas reunidas e felizes. Ele diz que desde o começo do “Jogo de Panelas” sempre teve vontade de participar, mas ficava chateado pelo fato de morar em Floripa. Cozinha todos os dias para seus filhos e marido. É sempre um acontecimento quando convida seus amigos para comerem em sua casa.

Como foi o processo de seleção para participar do quadro?

Após a inscrição, que foi feita via site, onde colocamos o tema de jantar e cardápio, alguns participantes foram selecionados. Depois tivemos alguma conversar por telefone, até que vieram conhecer a minha casa e falar pessoalmente para decidiram quais seriam as pessoas. Foi um processo longo e de muita ansiedade, para saber se estaria entre os participantes ou não. Mas como eu já conhecia o quadro, e acompanhava, achava que tinha tudo a ver comigo.

Como está sendo participar do programa?

É uma situação ímpar, única na vida de qualquer pessoa. Muito divertido, além de dar a oportunidade de conhecer outras pessoas. Esse formato de reality competitivo é muito legal. Temos tempo exato para preparar, então precisamos saber corretamente a receita, sem chance para muito improviso. A equipe é muito bacana e está sendo ótimo. É um tempo dedicado a isso, uma semana bem intensa com jantares e preparação do próprio jantar, mas é tudo muito bacana.

O que esperar do seu jantar?

Maravilhoso (risos). O tema é a Commedia Dell’Arte, onde conto através da comida todo o processo histórico do teatro lá na Europa, mais especificamente na Itália. A atração será uma apresentação da Commedia Dell’Arte. Trarei um pouco da questão do sacrifício do teatro, que nunca foi só glamour. Houve um momento em que se passava muito fome para fazer esse teatro. A Commedia Dell’Arte é algo que marcou a história e tem influência não só no teatro, como também na televisão. E sobre o jantar, o que posso dizer é que será delicioso, tranquilo e divertido.

Leia também:

“O Melhor Brigadeiro do Brasil”: catarinense é finalista do concurso do Mais Você