Tradicional, sim. Careta, nunca! Conheça Karoline Gehrke, a rainha da Oktoberfest 2018

Karoline tem a cara da festa que começa na quarta-feira misturando costumes e modernidade

Karoline Gehrke
Fotos: Leo Munhoz

Ela tem 22 anos, fala quatro idiomas, namora, bebe cerveja, mora sozinha e está terminando a faculdade de Comércio Exterior. Loira, bonita e descolada, Karoline Gehrke poderia facilmente ser considerada uma it girl, termo criado para definir garotas que se destacam por suas atitudes e lançam tendências. Tudo muito moderno se não fosse um detalhe: Karol é a rainha da Oktoberfest 2018, símbolo máximo da tradição.

Confesso que quando recebi a missão de entrevistá-la logo pensei: o que leva uma jovem em pleno ano de 2018 a sonhar em ser rainha de uma festa? Usar coroa e vestidos com anágua que mais parecem saídos de uma novela de época? À primeira vista Karoline pode sim parecer uma típica garota do interior. Nascida em Blumenau,fez aulas de música e participou de projetos voluntários na igreja. Prometeu ao pai que não namoraria até os 17 anos – e cumpriu. No seu texto de apresentação constam informações curiosas como o medo de sapo e de homens fardados e a dificuldade em contar mentiras.

Foi munida desse “currículo” que cheguei na Vila Germânica para encontrar a entrevistada, já com uma imagem pré-definida na cabeça. Então imaginem a minha surpresa ao encontrar a moça aí da foto. Karol está longe de ser uma rainha que carrega apenas a faixa. Cheia de personalidade e com resposta para todas as perguntas, ela mostrou que a escolha do seu nome não foi por acaso. A Oktoberfest é uma festa que mistura tradição e modernidade, que valoriza os costumes sem se desconectar dos tempos atuais. Essa é também Karoline Gehrke, uma rainha empoderada e que vocês poderão conhecer melhor na entrevista a seguir.

Foto Leo Munhoz/Divulgação

Ser rainha da Oktober era um sonho?

Era! Eu sempre via a realeza nos desfiles e pensava: “quem sabe um dia”. Deu certo! É até engraçado porque principalmente as crianças ficam assim: “ela é de verdade”. Mas acredito que é uma vontade muito genuína de querer representar Blumenau e a festa. Ser rainha para mim em 2018 ou 2028 não importa, vai ser sempre especial.

Você se considera mais tradicional ou moderna?

Me considero moderna. Acredito muito nas tradições da minha família, na cultura germânica com seus grupos folclóricos, mas acho que consegui crescer com os pensamentos atuais, sem preconceito, sem pré-julgamento das coisas e das pessoas antes de conhecer. Então nesse sentido eu me considero bem moderna.

Quem são as mulheres que você admira?

Pra começar a minha avó, pela história de vida dela. E também personalidades conhecidas como Frida Kahlo, Angela Merkel, pela força e imponência no mundo masculino.

Você morou um período na Alemanha para estudar. Como foi a experiência?

Muito enriquecedora, eu costumo dizer que foram 11 meses nos quais eu cresci 11 anos. Estava em outro país, longe dos meus pais, e tive que crescer em muitos sentidos, até pra lidar com as adversidades, saudade, foi um dos momentos mais importantes da minha vida.

Você tem 22 anos, mas diz que às vezes parece que tem 45. Por quê?

Sempre me disseram que sou uma pessoa madura, pela forma que penso e principalmente que me expresso, e eu devo isso à minha criação. Eu tenho 22 anos com energia de 22, mas acredito que tenho maturidade de uma pessoa mais velha.

O que sonha para o seu futuro?

Tenho um sonho muito grande de fazer meu mestrado fora do país. Tenho essa vontade de buscar conhecimento e enriquecer o que já tenho com outras experiências para depois agregar no meu país. Não vejo o Brasil como algo do meu passado, pretendo construir minha vida aqui. Estou me formando agora em Comércio Exterior e já trabalho na área com importação, que gosto bastante porque é bem dinâmico.

Casar e ter filhos faz parte dos planos?

Daqui uns 10 anos eu vou começar a pensar… Hoje em dia as mulheres têm filhos mais tarde e acredito muito em me estabilizar primeiro, ter as minhas conquistas para depois construir uma família. Então vai demorar um tempo ainda.

Que acordo foi esse que você fez com seu pai de só namorar depois dos 17 anos?

Eu sou filha única e sou muito parceira do meu pai, que tem ciúme, mas é muito meu amigo. Então quando eu tinha uns 10 anos ele me pediu isso numa brincadeira, que não era tão brincadeira, e eu cumpri, estou namorando agora só. E estou esperando pra ver o que ele vai me dar em troca, tem que vir um presente bom.

O que você acha que era melhor na época dos seus pais?

Acredito que a segurança. Hoje a gente tem muito medo de andar nas ruas, mesmo em Blumenau que ainda é uma cidade tranquila eu fico receosa de andar sozinha depois das 9 da noite, então acredito que a gente perdeu muito nesse sentido.

Como é viver nos dias de hoje?

Eu procuro me adequar, acho que a sociedade está em constante evolução e eu ainda sou muito jovem, acredito que não tenha que ter construído paradigmas e não tenho que ter bloqueios com as coisas, eu tenho que vivenciar e estou tomando isso para a minha vida. Tentar vivenciar as coisas primeiro para depois emitir uma opinião.

karoline gehrke
Foto Leo Munhoz/Diário Catarinense

Por que acha que foi escolhida para representar a festa?

Prefiro acreditar que os jurados tenham visto em mim o que eu realmente gosto de fazer, porque eu faço de verdade, com o coração, eu represento Blumenau, represento a Oktoberfest genuinamente, de forma muito verdadeira, e tentei passar isso no meu discurso. Acredito que funcionou.

Gosta de cerveja? Costuma beber?

Gosto! Degusto com meu pai, tenho um pouco de dificuldade de experimentar novos sabores porque acho amargo, mas gosto bastante de conhecer.

Está preparada para a maratona da festa?

Me contaram que é bem corrido, estou esperando pra ver, mas acho que estou preparada. Na hora a gente faz alongamento e vamos dar conta.

Já tinha usado algo parecido com esse traje de rainha?

Nunca! Ele é muito quente, tem anágua por baixo, a gente passa bastante calor, mas eu me sinto poderosa e vou aproveitar meu reinado ao máximo.

Assista ao vídeo com a entrevista:

Curiosidades sobre a escolha da rainha:

  • A primeira rainha da Oktoberfest, Ellen Budag, foi a única indicada pela comissão da festa. Nas edições seguintes, as rainhas foram eleitas por concurso.
  • Aniele Espíndola, em 2006, foi a primeira rainha assumidamente morena.
  • A partir de 2002 as rainhas ganharam uma transformação visual. Os cabelos encaracolados e com topete e o batom vermelho deram lugar a penteados e maquiagens mais atuais.
  • O recorde de inscrições para participar do concurso aconteceu em 2002: 165 candidatas.
  • Na eleição para a rainha deste ano, houve um erro no cálculo das notas dos jurados e a eleita foi descoroada 30 minutos depois.

Sobre a Oktoberfest:

A cada ano mais de 500 mil pessoas visitam a Oktoberfest Blumenau e experenciam o amor pelas tradições, música, dança, trajes e gastronomia típica. Na década de 90 e início dos anos 2000 a festa consolidou-se como um dos maiores eventos turísticos do Brasil e uma das maiores Oktoberfests do mundo.

Quando: de 3 a 21 de outubro
— Abertura da festa: 18h de 3/10
— Em todos os outros dias, os portões da Vila Germânica são abertos às 11h
— Nas sextas, sábados, feriado e véspera de feriado, os portões são fechados às 5h
— De domingo a terça-feira, o fechamento é à meia-noite; nas quartas, às 2h
— Os tradicionais desfiles ocorrem na rua XV de Novembro
— Estão previstos desfiles nas quartas (dias 3, 10 e 17/10), às 19h30min e nos sábados (dias 6, 13 e 20/10), às 16h
— Os ingressos são vendidos nas bilheterias da Vila Germânica e no site da festa

Valores dos ingressos

— Nas segunda-feiras, 1º e último dia de festa: entrada gratuita
— Domingos, terças, quartas e quintas-feiras: R$ 12
— Sextas-feiras e véspera de feriado: R$ 30
— Sábados e feriado: R$ 40

Há meia-entrada para todos os dias e além dos beneficiados com o previsto na legislação (como estudantes com carteirinha nacional e idosos), quem vai à festa vestindo trajes típicos da cultura alemã também paga metade do valor.

Programação completa no site da Oktoberfest Blumenau

Leia também:

Talento e visão: entenda como Mário e Monalisa construíram uma das marcas mais importantes do mundo

Stylists de celebridades participam de evento de moda catarinense

Saúde e beleza: saiba como acertar na escolha dos óculos