Kate Hudson diz que cria filha de três meses sem definições de gênero

"Não sabemos como ela vai se identificar depois", explicou a atriz

Foto: AFP

Kate Hudson, 39 anos, teve sua primeira filha, Rani, há três meses. Mas diferente dos seus dois outros filhos, os meninos Bingham, 7, e Ryder, 15, a atriz disse que tem tentado criar a nova integrante da família sem seguir padrões do gênero feminino.

— Não mudou muito o modo como lido, mas realmente há uma diferença. Mas acho que devemos criar nossas crianças individualmente, independentemente do gênero. Até porque não sabemos como ela vai se identificar depois — disse a atriz em entrevista ao portal americano AOL.

Kate afirmou que, apesar de ter feito “um ótimo trabalho com os meninos”, só comprava macacões para eles vestirem. Desta vez, pretende comprar simplesmente “roupas de criança”.

— Agora, eu a vejo incrivelmente feminina com sua energia, seus sons e seu jeito. É bem diferente do que foram os meninos. Mas tem coisas que nem posso comprar, porque seria um exagero.

A atriz contou ainda que teve uma criação rodeada por meninos, seus irmãos, e que também se vestia e brincava como eles.

— Você fica casca grossa. Geralmente me perguntam se eles me protegiam, mas eles me jogavam no fogo — brincou.

Ela lembrou também que costumava maquiar e vestir um dos irmãos.

Rani Rose Hudson Fujikawa nasceu em 6 de outubro e é o primeiro fruto do relacionamento de Kate com o namorado Danny Fujikawa.

View this post on Instagram

We love a onesie 💕💚💕

A post shared by Kate Hudson (@katehudson) on

Leia também:

Como lidar com o início da adolescência dos filhos

Nós ensinamos aos nossos filhos o que é ser adulto