Kéfera Buchmann: relembre a trajetória da atriz, do YouTube até “Espelho da Vida”

Youtuber e atriz está na nova novela das seis que estreia nesta terça-feira (25), na NSC TV

Foto: João Miguel Júnior / TV Globo/Divulgação

Ela surgiu no YouTube com um monólogo criticando as vuvuzelas durante a Copa do Mundo de 2010. Já lançou livro, atuou nos palcos e estrelou filme no cinema. Agora, aos 25 anos, faz sua estreia em novela da Globo. A atriz e youtuber Kéfera Buchmann vive a vilã Mariane em Espelho da Vida, novo folhetim das 18h que estreia nesta semana.

Assim como Kéfera, a personagem é uma influenciadora digital. Trata-se de uma atriz famosa e vaidosa, com um grande fã-clube e seguida por milhares de pessoas nas redes sociais. Ela vai atuar em filme que será rodado na pequena cidade de Rosa Branca. Mariane combina um romance falso com o galã de TV Mauro César (Rômulo Arantes Neto), mas acaba se envolvendo de verdade com o ator. A personagem é ex-namorada de Alain (João Vicente de Castro) e acredita que separando o diretor de Cris (Vitória Strada), conseguirá o papel principal do filme. Ela conta com a ajuda de Josi (Thati Lopes), figurinista da produção, para armar situações com o intuito de separar o casal.

– A Mariane é uma pessoa muito egocêntrica, competitiva, que quer se destacar o tempo todo. Ela faz tudo pela fama. Não tem muitos escrúpulos nessa hora. É uma vilã mais para o lado cômico, mais se atrapalha do que faz maldades – contou a atriz à Revista Quem.

A seguir, relembre a trajetória de Kéfera, do Youtube para as outras mídias.

Além dos cinco minutos

– Vuvuzela. Vuvuzela. Vuvuzela: instrumento criado por algum filho do capeta, infeliz com a vida, revoltado com a vida, infeliz com sua família, infeliz com seus amigos, feliz com seu trabalho, feliz com seu salário, infeliz com o dedinho do pé dele. Resolveu criar pra atormentar a vida daqueles que não gostam de nenhum tipo de poluição sonora.

Assim é o início de Vuvuzela, o primeiro vídeo do 5incominutos, publicado em 25 de julho de 2010. Com 17 anos, assim ela descrevia o nome de seu canal no YouTube: “Acho tempo o suficiente pra falar sobre as bobagens que eu quiser, sem fazer você perder mais tempo do que isso assistindo besteira “.


Em entrevista ao site da revista TodaTeen, Kéfera conta como surgiu a ideia de criar o canal:

– Eu estava entediada na madrugada de um sábado, às 5 horas da manhã, até que meu vizinhou tocou uma vuvuzela, e aí, por coincidência, eu estava vendo um vlog de uma menina que tinha feito um único vídeo. Foi aí que eu pensei: “Por que não?”. No dia seguinte, gravei um vídeo reclamando sobre a tal da vuvuzela. Fiquei falando horas com a câmera pra editar só cinco minutos de vídeo. Foi durante o próprio vídeo mesmo que eu soltei o nome “valeu por ter acessado o cinco minutos”, disse algo assim no final do vídeo, e assim ficou.

Na época, ela já cursava cursar teatro desde os 15 anos. Depois de terminar o Ensino Médio, confusa sobre o futuro, ela tinha o sonho de trabalhar como atriz.

– Eu já era atriz e entrei para a internet por consequência, mas como atriz também. No meu caso foi justamente para usar como porta de entrada para acontecer coisas como estão acontecendo agora – relatou em entrevista à Revista de Sábado.

Com seu jeito espontâneo, desbocado e teatral, Kéfera foi acumulando fãs – na maior parte, adolescentes fanáticas – a cada vídeo. Sempre sem medo de se expor, ela começou abordando assuntos de comportamento ou de seu cotidiano: dietas que não dão certo, flertes ruins, datas comemorativas, vestibular, TPM, banheiro público, entre outros.

Aos poucos, ela foi expandindo seu universo, incluindo uma loja online com produtos exclusivos. Suas gravações foram se sofisticando, e Kéfera também passou a produzir esquetes e versões musicais. Até hoje, seus dois vídeos mais vistos são paródias de sucessos radiofônicos: Bang, inspirado na canção e clipe com o mesmo título da Anitta, tem mais de 46 milhões de visualizações; enquanto Dez Pra Cinco, paródia de Despacito, conta com mais de 23 milhões.


Acumulando mais de 11 milhões inscritos e mais de 953 milhões visualizações no total ao longo de oito anos, o canal 5incominutos é o 15º canal do Brasil com mais inscritos (Kondzilla reina no topo com mais de 40 milhões) e o primeiro de uma mulher na lista.

Cinema, teatro, livros

Tendo iniciado sua trajetória de atriz no teatro, Kéfera participou de peças de comédia como Calígula, Quem tem medo da Família Addams?, O Amor é Uma Flor Roxa, Eu Quero Sexo, Deixa Eu Te Contar, A Casa do Terror e a montagem de improvisos Deu Branco.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Mais uma… Da peça Calígula. eu era a Cesônia. Feliz dia do atorrrrr 🎭

Uma publicação compartilhada por KÉFERA (@kefera) em

No cinema, ela acumula três filmes no currículo: O Amor de Catarina, É Fada! e Gosto se Discute.

Lançado em 2016, É Fada! traz Kéfera vivendo uma fada atrapalhada. Inspirado no livro Uma fada veio me visitar, de Thalita Rebouças, a produção conta a história da atrapalhada fada Geraldine (Kéfera), que, depois de muitos erros, tem como punição a perda de suas asas. Para se redimir, Geraldine ganha a missão de ajudar Julia (Klara Castanho), uma jovem criada somente pelo pai, com relacionamento conturbado com a mãe, que sofre para se adaptar a uma nova escola.


No mesmo ano, foi lançado O Amor de Catarina, no qual Kéfera vive uma atriz de uma novela de novela mexicana.


Em 2017, saiu Gosto Se Discute, que traz Kéfera vivendo uma jovem executiva que reformula um restaurante.


Seu novo filme, De Novo Não!, está previsto para estrear nos cinemas em novembro. No longa, ela vive uma pop star solitária, que viaja ao passado para compreender melhor sua essência.

Além da carreira de atriz, Kéfera é autora de três livros: Muito Mais do que Cinco Minutos (2015), sua biografia na qual relata o bullyng que sofreu na infância e como foi seu processo de reinvenção; Tá Gravando. E Agora? (2016), que traz dicas da youtuber sobre a produção de vídeos; e Querido Dane-se (2017), ficção sobre uma estilista que passa por um período de redescoberta.