Lábios carnudos estão em alta: saiba mais sobre a técnica de preenchimento

Foto: pixabay

Lábios carnudos estão em alta entre as brasileiras e para tirar todas as nossas dúvidas sobre esse procedimento conversei com o especialista no assunto Dr Alexandre Duarte. Ele me contou tudo sobre a técnica.

Quais as substâncias usadas para o preenchimento labial?

Podem-se usar várias substâncias diferentes. As principais substâncias são o ácido hialurônico e o PMMA.

Quais as contraindicações?

Qualquer substância tem as mesmas contraindicações. São elas: ter alguma doença crônica, estiver descompensada, como diabetes. Estar grávida ou amamentando. Ou ter alguma lesão de pele no local da aplicação.

Tem uma quantidade ideal de substância a ser aplicada?

Depende de cada caso, porém a técnica de aplicação é diferente entre as substâncias. O ácido hialurônico permite uma volumização mais imediata e, normalmente, se coloca entre 1 e 2 ml da substância para ter um volume natural e bonito. Já o PMMA, para ter um volume adequado, precisa ser colocado em etapas com técnicas de aplicação próprias do produto.

Quanto tempo dura cada substância?

Em média, se pode escolher produtos que duram de cinco meses até quase dois anos. Mas não é só o tempo que importa. Ácidos hialurônicos que duram mais também produzem menos colágeno. Assim a escolha do produto tem que ser feita também pensando na quantidade de colágeno que se quer produzir. O PMMA é um produto definitivo, ou seja, se ele for colocado, a partir do momento que ele é fixado entre as células do corpo, lá ele se manterá para sempre. Apesar disso, nosso corpo perde volume com o envelhecimento.

É usado anestesia?

Para o preenchimento de lábio pode-se ou não usar anestesia local. Meu conselho é usá-la pois o lábio é umas das regiões mais sensíveis do corpo humano.

Como é feito o procedimento?

Depois de anestesiar o lábio, com a injeção da sustância desejada, primeiramente se cria um contorno labial adequado. Isso é feito injetando o produto em pequenas quantidades na área do contorno. Quando se deseja, coloca-se o produto também na parte interna do lábio para dar volume, para trazer o lábio para fora ou mesmo para impedir que o lábio suba demais durante o sorriso (tratamento do sorriso gengival). Para cada objetivo existe uma área específica do lábio onde o produto deve ser colocado.

Em que região dos lábios é injetada a substância?

Pode ser injetado superficialmente, bem perto da pele, ou mesmo mais profundamente perto do músculo do lábio. Essa decisão depende de como o médico quer que o lábio fique depois do tratamento.

Pode dar alguma reação alérgica?

Reação alérgica não é o termo médico adequado para as reações possíveis aos preenchimentos. Alergia é quando a pessoa não pode entrar em contato com uma substância e se entrar o corpo reage muito rapidamente e muito fortemente, isso não acontece com os produtos modernos. Porém, qualquer substância fora do corpo que é colocada dentro dele, pode gerar algumas complicações como infecções por exemplo, que devem ser tratadas com antibióticos. Outra complicação que pode acontecer, apesar de rara, é uma reação da imunidade do corpo contra o produto, sendo ele ácido hialurônico ou PMMA ou qualquer tipo de prótese ou substância médica implantada no corpo. Isso normalmente acontece por uma alteração da imunidade da pessoa, por isso estar com a saúde em dia é sempre bom.

Qual o tempo necessário para um retoque?

O PMMA não precisa de retoque a partir do momento que se encerra o tratamento. Porém o tratamento é feito em sessões com intervalo mínimo de um mês e se leva, em médica, 3 a 4 sessões para chegar ao volume e desenho adequados. O ácido hialurônico é feito em uma única sessão, mas precisa ser refeito a partir do momento que ele é reabsorvido, o que pode levar de 5 meses até quase 2 anos.

Após quanto tempo já é possível ver o resultado final?

O comum com o ácido hialurônico é se ter um inchaço inicial que dura em torno de 3 dias, após esse tempo o inchaço é leve e, no final de uma semana já se tem o resultado final. Quando se usa o PMMA a evolução é bem parecida, mas o volume continua diminuindo ao longo de 30 dias, quando normalmente, se necessário, se faz uma nova aplicação do produto.

Tem alguma possibilidade do lábio ficar assimétrico?

Primeiramente criar uma assimetria é muito difícil. Porém, é possível que o lábio já tenha alguma assimetria prévia, que nem sempre se percebe. Por isso é importante o médico mostrar esse tipo de alteração antes de iniciar o tratamento. Durante o tratamento se priorizará a correção dessa assimetria, alguns casos são de difícil correção. Mas normalmente dá pra melhorar muito.

Quais as recomendações pós procedimento?

Após o procedimento o ideal é não colocar alimentos ou bebidas quentes em contato com o lábio. Pode-se fazer compressas frias com gelo, mas com moderação para não machucar o lábio por excesso de frio.

É possível reverter caso a paciente não goste do resultado?

O ácido hialurônico é reversível, porém, o produto que destrói o ácido hialurônico implantado também pode destruir o ácido hialurônico natural do corpo e isso pode gerar complicações também. Por isso, é bom evitar a necessidade do uso desse tipo de substância de reversão.O PMMA é um produto definitivo então retirá-lo é mais difícil, mas é possível cirurgicamente.

Leia mais colunas de Lidiane Amaral

Você já ouviu falar na técnica da barriga negativa? Saiba quais são os benefícios para a saúde

Lidiane Amaral
Esteticista e empresária. Ao longo dos 15 anos que atua na área da estética e beleza, desenvolveu diversos tratamentos com o objetivo de trazer resultados satisfatórios e que ajudem a melhorar a autoestima da mulher. Com dedicação e trabalho se tornou uma profissional diferenciada e de referência na Grande Florianópolis. Atualmente conta com uma equipe altamente qualificada, que segue os métodos desenvolvidos, e que tem o propósito de proporcionar uma experiência de beleza única, com foco no resultando, respeitando sempre a individualidade de cada cliente.