Atriz Letícia Almeida conta a sua versão da confusão

Em entrevista, atriz relatou que registrou ocorrência por agressão e que a família de seu ex tentou roubar sua filha

Foto: Isabella Pinheiro / Gshow

Desde que foi revelada a verdadeira paternidade de Maria Madalena, 6 meses, a vida de Letícia Almeida virou um turbilhão. A atriz – que participou de produções globais como Meu Pedacinho de Chão e da minissérie Dois Irmãos – relatou em seu Instagram que o pai da criança é seu ex-concunhado, Jonathan Couto, casado com Sarah, irmã de Saulo Pôncio, músico que ela namorou por dois anos. Em entrevista ao jornal Extra, Letícia contou sua versão da história, detalhando todas as fases do relacionamento com Saulo e destacando uma briga envolvendo a família de seu ex-namorado, que teria tentado ficar com sua filha sem seu consentimento.

A atriz de 22 anos conta que conheceu Saulo na Igreja Anabatista, há quatro anos, e relembrou como foi a aproximação de Jonathan:

– Nós sempre fomos amigos. Eu o apresentei à Sarah. Eu estava com Saulo, não chamava de namoro, mas era um relacionamento sério apesar de não rotularmos. Eu não fui à casa dele desabafar, como foi contado, quando ele fazia um show em Brasília. Saulo me pediu para ficar na casa dos pais dele à espera de sua volta. Eu conhecia todo mundo, sempre frequentei a casa deles, todos moram juntos. Dormi lá. Sarah não estava grávida nessa época. O filho dela tinha 4 meses e ela foi dormir. Fiquei na sala com amigos e com o Jonathan. Bebemos, e não lembro direito como aconteceu. Mas aconteceu. E, infelizmente, não posso apagar isso, desfazer.

Depois daquela noite, Letícia lembra que estava bem com Saulo, e os dois não usavam proteção durante o sexo.

– Sei que é uma idiotice, mas não usamos. Foi quando minha menstruação atrasou e falei com Saulo. Fiz o teste de farmácia e deu positivo. Contei para ele, reunimos a família dele e a minha, fizemos um exame de sangue, e a gravidez foi constatada. Foi meio chocante, eu tão nova… Mas foi um momento de muita felicidade para todos nós. Os pais do Saulo me apoiaram em tudo, mas ele ficou muito estranho após o resultado do teste de gravidez… Se afastou, saía muito, não acompanhava nada. Às vezes, tinha que implorar para ele fazer uma foto comigo grávida para termos algo para mostrar à nossa filha. Quando estava com sete meses, eu já morando na casa deles, meus sogros falaram para eu fazer um teste de DNA para ver se Saulo se endireitava. Para ele ter a noção de que ia ser pai, criasse responsabilidade. Eu topei, claro, mas decidimos esperar a bebê nascer.

Por outro lado, Jonathan procurou insistir na relação com Letícia. De acordo com a atriz, ele continuou a procurá-la depois do que aconteceu, enviada mensagens pelas redes sociais e chegou a entrar em seu quarto uma noite. Segundo Letícia, Saulo continuava distante após o nascimento de sua filha. Por isso, resolveu fazer o teste de DNA.

– Fiz o teste a pedido da minha sogra. Estávamos em Angra dos Reis, na casa que eles têm, e liguei para o laboratório porque o resultado estava demorando muito. Recebi por e-mail e todos estavam do meu lado quando abri. Não forjei nada. Porque na hora não entendemos o que dizia. Simone (ex-sogra) pediu para eu enviar por Whatsapp a foto do resultado. Mandei a foto e também uma imagem do Google que mostrava um resultado positivo, para que a gente comparasse. E todos nós achamos que era positivo o exame.

No entanto, o resultado do teste era negativo.

– Algumas semanas depois, a Simone decidiu ir ao laboratório com Saulo. Ela sempre dizia que a gente precisava pegar a cópia para anexar à certidão de nascimento da Madá. Quando voltaram de lá, disseram que o exame tinha dado negativo. E eu não entendi nada. Nada mesmo. Fiquei desesperada, chocada. Saulo nem quis olhar na minha cara. Lógico! Me coloco no lugar dele. Entendo todo mundo.

A atriz decidiu chamar a sogra para conversar e contou a verdade. Ela teria contado para o pastor e o casal teria conversado com Jonathan, que confirmou tudo. Até então, Sarah e Saulo não sabiam de nada. Um novo exame foi solicitado e deu positivo. Para evitar atritos, Letícia disse que a sogra pediu que ela fosse morar em um flat. Segundo a atriz, sua cunhada a perdoou:

– Contei para ela o que tinha acontecido, tudo o que me lembrava. Foi muito duro para as duas. Ela chorou muito e me disse: “Te perdoo porque você não se envolveu com meu marido, me coloco no seu lugar, mas uma coisa eu peço: não vou aguentar ver o Jonathan registrar a Madalena. Isso vai cortar meu coração”. Nunca contei a ela que ele me procurava quando eu estava grávida. Eu já me sentia culpada por tudo, por que fazê-la sofrer mais? Por que eu iria jogar essa bomba no colo dela, grávida do segundo filho? Saulo reagiu muito mal… O pai dele o chamou e conversaram uns 40 minutos. Ele voltou, sereno, e disse que iria assumir a Madalena, mesmo não sendo filha dele. Não entendi, mas aceitei.

A atriz lembra que estava tão angustiada por causa da culpa que não havia parado para pensar na pressão psicológica que estava sofrendo. Segundo a atriz, os pais do Saulo passaram a dizer para ela assinar um termo passando a tutela da criança para eles. Letícia afirma que os sogros disseram que se ela não assinasse o termo, Saulo, que a registrou, e Jonathan, o pai biológico, iriam pedir a guarda alegando que ela não poderia criá-la. Letícia voltou para a casa de seus pais e contou a situação a eles.

– Decidi que não queria mais que eles (seus ex-sogros) vissem a Madalena. Tínhamos, sim, um acordo, de eles ficarem com ela de domingo a quinta e eu de quinta a domingo. Mas só aconteceu uma vez de a Madá ficar longe de mim. Quando o Saulo postou no Instagram dele que não era o pai verdadeiro, aquilo foi uma bomba. Ele me expôs e expôs mais ainda uma menor de idade. Fiquei no chão. As pessoas começaram a me julgar e a querer saber quem era o pai. Começaram a marcar pessoas e envolvê-las numa história que nada tinha a ver com elas, como foi o caso do Pablo (Morais), que achou que pudesse ser o pai. Eu me sinto mal até hoje por ter feito o Pablo passar por isso –apontou.

No dia 20 de junho, a atriz ainda se envolveu em uma confusão que virou caso de polícia. Segundo disse ao Extra, Letícia teria ido buscar a carteira de vacinação da filha na portaria do condomínio onde mora a família do ex. Chegando lá com o pai e a criança, o carro onde eles estavam teria sido fechado pelos carros do pastor Márcio e de seus seguranças.

De acordo com Letícia, seu ex-namorado foi agressivo e sua ex-sogra partiu para cima dela e a agrediu. A atriz registrou boletim de ocorrência na 16ª DP da Barra da Tijuca por danos, injúria e vias de fato. Diz que está com muito medo e nem sai de casa. Na entrevista, por fim, desabafou:

– Quando decidi publicar a verdade, só quis evitar que mais gente fosse envolvida como estava acontecendo. As redes sociais são cruéis. Me julgaram, me xingaram. Decidi dar um basta. Nem sei se fiz certo. Não sei se me arrependo. Mas hoje todo mundo sabe a verdade e é com ela que terei que conviver. Meus amigos estão me dando força, alguns produtores me ligaram para ajudar. No momento, estou desempregada. Só cuido da Madá. Meu pai é vendedor e minha mãe dona de casa. Mas nada falta para minha filha. Olho para ela e penso: será que um dia ela vai me amar mesmo sabendo de tudo?

Leia mais:

Entenda a confusão envolvendo família evangélica e atriz que terminou com revelação bombástica