LISS: treino que te ajuda a abandonar o sedentarismo e queimar gordura

LISS
Foto: Pixabay

Sabe aquela caminhada tranquila que você faz mais porque desestressa do que pelo exercício em si? Então: ela é uma atividade física sim e, de acordo com a nova tendência do mundo fitness – porque o mundo fitness tem muitas tendências – pode ser um grande aliado na hora de perder gordura. Principalmente se você não é uma rata de academia. Não estamos falando da caminhada em si, mas do LISS, o treino de baixa intensidade em estado estacionário, que promete uma queima de gordura mesmo com exercícios considerados mais leves, que atingem 50%-60% da frequência cardíaca máxima.

– Quando nos exercitamos, precisamos de mais oxigênio. No momento em que o organismo consegue ofertar a quantidade adequada de O2, atingimos o estado estacionário. O LISS é a atividade física mantida nessa fase de demanda suprida de oxigênio, durante um longo período de tempo.

Os treinos devem ter, pelo menos, 45 minutos – totalmente o oposto do HIIT, o treino intervalado de alta intensidade, feito numa frequência cardíaca que vai de 80% a 100% e de forma intermitente. Ou seja, você faz uma sessão muito intensa do exercício e descansa alguns segundos, repetindo o protocolo algumas vezes, totalizando em média 20 min de aeróbico. Que você completa exausta e aceleradíssima.

LISS
Foto: Pexels

Quando se fala em frequência cardíaca, aliás, vale lembrar que o estado estacionário é diferente para cada pessoa.

– Ele está diretamente relacionado com o nível de condicionamento físico. A baixa intensidade para iniciantes é diferente para a baixa intensidade em quem é treinado – explica Raquel. Por exemplo: uma caminhada na Redenção a 5km/h pode representar 70% da FCM para o iniciante e 40% para uma pessoa acostumada a exercícios.

E aqui está uma vantagem do LISS para quem tá querendo começar ou voltar a se exercitar: com menos sofrimento, você consegue apostar em uma rotina de exercícios.

LISS para iniciantes

Como não gera altas taxas de oxidação de gordura, esse tipo de atividade física não vai ser muito efetivo na perda de gordura para quem já é treinado.

– É para os indivíduos que estão saindo do sedentarismo que o LISS gera uma boa queima de gordura – explica a personal.

O único lado negativo, segundo Raquel,  é que o LISS demanda mais tempo para a execução, pois por ser de baixa intensidade, o praticante consegue – e deve – ficar mais tempo no exercício para gerar efeitos no metabolismo.

LISS
Foto: Pixabay

Não gera danos

Outro motivo para apostar naquela caminhada ou pedalada ou natação é que elas têm muito menos chances de causar uma lesão.

– Como não geram muitos danos à musculatura, diminui a dor do pós treino. Esse também é um trunfo para quem tem algum comprometimento físico ou de saúde, como indivíduos em fase de recuperação de lesão ou com alguma doença crônica, por exemplo

hipertensão arterial ou doença pulmonar obstrutiva crônica – explica a personal.

LISS para se recuper de treinos de alta intensidade

Mesmo quem já é treinado e não tem nenhum impedimento físico pode se beneficiar do LISS. Quem pratica treinos de alta intensidade, sabe que é contra indicado treinar com constante aumento de carga todos os dias:

– Por isso, o indicado é mesclar treinos de HIIT com treinos de LISS. Quando você alterna as intensidades, seu organismo se beneficia dos dois treinamentos e não entra em sobrecarga – explica.

Leia mais:
Fazer exercícios ao ar livre sai mais em conta com o Clube NSC
Saiba quais os exercícios físicos vão bombar em 2018
Nutricionista entrega segredos da dieta de Marina Ruy Barbosa