Luiza Possi traz para a Capital a turnê ‘Piano e Voz’ no Dia dos Namorados

Na espera do nascimento de seu primeiro filho, a cantora apresenta hits da carreira e clássicos do jazz, MPB e também do rock nacional

Luiza Possi
Foto: Aastrovisual/Divulgação

Com 15 anos de carreira e oito álbuns lançados, Luiza Possi, 34 anos, prepara um novo EP, que deverá ser lançado antes do nascimento de Lucca, seu primeiro filho, fruto do relacionamento com o diretor de TV Cris Gomes. O primeiro single deste novo trabalho, Desejo Preferido, já está disponível nas plataformas digitais, e o clipe da canção traz cenas de seu casamento, realizado em setembro de 2018.

– Desejo Preferido fala muito por mim. Se eu pudesse escolher canções que me definissem, seriam ela e Me faz bem – comenta a cantora que trará esses e outros sucessos da carreira e clássicos do jazz, MPB e rock nacional, para uma apresentação especial de Dia dos Namorados, no dia 12 de junho, em Florianópolis.

No espetáculo intimista, a cantora apresenta uma mistura de emoções embaladas pela suavidade de sua voz e presença de palco marcante, acompanhada apenas por um piano.

Por telefone, conversamos com Luiza, que falou sobre o processo de produção do novo EP, da maternidade, do casamento e da sua relação com as redes sociais. Confira:

Gestando seu primeiro filho, como está sendo o processo de produção deste novo trabalho?

A minha vida não está deixando ter esse vigor todo. Toda hora temos que parar para fazer show, mas a gente quer terminar antes do Lucca nascer – a previsão é final de julho –, e deixarmos pronto pelo menos o EP com seis músicas.

Falando em ritmo de vida, você já está preparada para chega do Lucca, para a mudança da rotina, inclusive no trabalho?

Não (risos). Quanto mais o tempo passa, mais eu vejo que não existe nada que te prepare para a fase seguinte. Acho que essa é a profecia da mãe. Seja até os 25 anos de idade dele, ou até o fim, será assim e não tem nada que irá me preparar.

Acredito que para o artista um trabalho seja como um filho. Você acha que existe essa relação?

É como um filho, mas acho que só fala isso quem não tem filho (risos). Eu já lancei oito discos e realmente a gente fala que é um filho, mas só até engravidar. Depois a gente vê que o buraco aqui é mais embaixo. Mas é o mesmo carinho, é algo sem tamanho, a gente doa, está ali presente o tempo inteiro, você curte muito aquele momento. Mas diferente de um filho! Hoje em dia você consegue lançar um trabalho aos poucos, e ir também se desapegando aos poucos. Não bota no mundo e pronto, acabou.

As plataformas digitais são as principais responsáveis por essa nova forma de entrega. Você que já está no mercado há 15 anos, vê essa diferença?

Eu acho muito mais legal hoje. Estava até falando isso com o Rick Bonadio – produtor musical –, porque hoje você pode fazer clipe de várias músicas, pode lançar aos poucos o álbum, não precisa entregar tudo em um único pacote. Antes, a gente passava um ano e meio em produção e a primeira pergunta dos jornalistas era: “Quando você vai lançar seu próximo disco?” Eu falava: “Meu, não acredito. Eu nem acabei um”. E realmente, você já tinha que pensar no próximo. Agora não, você consegue curtir e cultivar os resultados trabalhando em cima deles. Antes tinha um desapego, até com a própria equipe que você escolhia para fazer o trabalho. Ficava um tempo trabalhando e de repente, tchau e acabou. Agora, se você quiser, o processo não para, você vai continuando.

Você sempre foi muito ativa em suas redes sociais, mas deu um diminuída. O quanto você se vê dentro deste mundo? O nome e o sexo do seu filho foram revelados, sem querer, pela Cristiane Torloni no Instagram, o quanto isso te incomodou?

Eu acho que a gente está vivendo em um momento muito estranho em relação a isso. Os seguidores têm a mesma importância, ou talvez até maior, do que uma pessoa que realmente faz arte. Muitas matérias são baseadas no que um seguidor falou. Então se é um cara maldoso que falou mal de você, isso tem uma repercussão social maior que o seu trabalho. Isso é estranhíssimo, mas quando você percebe isso, também pode se colocar na tangente. Mas é uma escolha, porque você acaba não sendo o centro das atenções. Ao mesmo tempo, está privando a sua vida e dizendo o que realmente importa. Então, eu acho que tem como colocar limites nas coisas, é só saber como se expor. As pessoas, por uma vontade de exposição, acabam se colocando em situações muito cruéis e eu me questiono o quanto vale.

Para mim, não vale, porque eu estou com a minha vida muito fechadinha e muito feliz. Estou casada, com o homem que eu amo, grávida, tenho minha casa e tenho o meu trabalho. Então, não tenho muita vontade de expor mais do que isso.

Você agora está num momento de curtir a vida, mas já teve um período de se expor mais. Você acha que isso é algo seu, do seu momento?

Não, eu não acho que é algo meu. Acho que é uma questão do mundo, que está muito mais bélico. Antes quando o Twitter surgiu – e eu sempre fui uma figura muito forte nessa plataforma – era gostoso falar, ler, conversar. Depois eu percebi que o mundo ficou muito bélico. Hoje você fala uma coisa e pode acabar com a sua carreira, com a sua vida, colocando uma vírgula no lugar errado. As pessoas falam mal até do que não existe, entende? Isso foi minando minha vontade de estar tão presente de dividir tantas coisas. O fato de estar casada também muda um pouco essa relação. Quando eu falo de mim, eu não estou mais falando só de mim, estou envolvendo a vida de outra pessoa, é o limite do outro. O limite começa quando você esbarra na liberdade do outro.

Qual seria a playlist do seu Dia dos Namorados?

A cantora Sade Adu, que também marca meu relacionamento.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Luiza Possi 🅰+ (@luizapossi) em

O marido vem para Floripa curtir o Dias dos Namorados com você?

Não. E ele ficou sabendo pelos amigos dele que moram em Santa Catarina. Ele me ligou revoltado: “Vem cá, no Dia dos Namorados você não estará aqui? (risos). Eu respondi: “Então, esqueci de avisar”. Mas ele está fazendo o Show dos Famosos (no Faustão) e tem muita demanda, não tem como estar comigo.

No próximo Dia dos Namorados também será diferente, afinal de contas o Lucca já estará com vocês. Já pensou nisso?

Ah, mas o marido estará no Show dos Famosos de novo.

Como fazem para manter uma relação saudável com essa rotina diferente?

Um acompanha o outro quando dá. Ele sempre está comigo, e nessa reta final, que eu estou trabalhando muito e ele também, fica mais difícil.

Como estão sendo os shows nessa reta final de gravidez?

Nesse fim de semana foi a primeira vez que eu senti mais pesado. Mas quando eu estou no palco, não parece que está acontecendo nada, é tudo maravilhoso. É muito bom cantar com ele dentro de mim, é a sensação que eu vou mais sentir falta. Os shows com ele são muito plenos. É uma energia que toma todo mundo, é muito arrebatador.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Luiza Possi 🅰+ (@luizapossi) em

E o quanto será que o Lucca gosta disso?

Eu acho que ele gosta muito, porque a sensação que eu tenho é incrível. Não pode estar sendo o contrário para ele.

Você acha que essa sensação pode influenciar ele, assim como a sua mãe a influenciou?

Vamos tirar essa prova aí. A minha mãe a gente viu que influenciou demais. Ela não teve outros filhos para conseguir fazer um estudo de porcentagem, mas vamos ver com ele.

E você pretende ter mais filhos para quem sabe fazer essa porcentagem?

Ah, não. Nessa fase da gravidez você fala: “eu nunca mais vou ter um filho na vida.” Mas dizem que rola uma amnesia. Eu estou naquela fase que estou falando que nunca mais, assim como também já falei que nunca ia casar e nunca ia ter filho. Tudo que eu falei que nunca ia fazer, eu fiz. Então, eu não tenho moral para falar nada (risos).

 

Serviço

O quê: Show de Luiza Possi
Quando: 12 de junho de 2019, a partir das 19h
Onde: Área 52, Rodovia SC 401, 10.300, Santo Antônio de Lisboa – Florianópolis
Quanto: a partir de R$ 380 (para duas pessoas). Sócios do Clube NSC têm 15% de desconto no Setor Amarelo. Os ingressos estão à venda no site www.pensanoevento.com.br. A unidade do ingresso é válida para duas pessoas e inclui welcome drink, entrada, prato principal e sobremesa.

 

Para ser sócio do Clube NSC, você deve assinar um dos jornais ou o NSC Total em assinensc.com.br. A partir de R$ 9,90 por mês na modalidade digital, você tem acesso a todo o conteúdo e tem direito a utilizar os descontos do Clube em festas, shows, restaurantes, cinema, educação, serviços e muito mais. Aproveite, os benefícios são ilimitados. Saiba mais em clubensc.com.br

 

Leia mais:

Luiza Possi casou! Veja destalhes do vestido de noiva

Dia dos Namorados: como preparar uma surpresa saborosa e romântica

Conheça espaços para cuidar da sua beleza na Grande Florianópolis com desconto