Maioria das pessoas que trai não sente culpa, afirma pesquisa

Usuários de plataforma de encontros extraconjugais contam motivos que os levam a trair

A maioria das pessoas que traem afirmam que ter um caso mudou a vida para melhor (Foto: Pexels)

Uma pesquisa realizada pela Ashley Madison, plataforma líder em relacionamentos extraconjugais, tentou mapear o que motiva os adúlteros e traírem seus parceiros. Realizada com 1.080 usuários entre 22 de novembro de 2018 e 21 de janeiro de 2019, a pesquisa apontou que quem trai se sente mais feliz. Três quartos das pessoas que responderam a pesquisa afirmaram que ter um caso mudou a vida para melhor.

71% das pessoas questionadas apontam o tédio como principal motivo para a traição. E eles não parecem muito preocupados com o cônjuge: 66% das mulheres e 58% dos homens não temem que os parceiros descubram e 67% dos usuários da plataforma garantem que mesmo que a infidelidade fosse descoberta, continuariam tendo um caso.

Entre as mulheres questionadas,  25% admitiram que ganham mais com o parceiro extraconjugal do que com o cônjuge. E 25% delas sentem que trair aumenta a própria autoconfiança. 21% disseram que um caso aumenta seu bem-estar e que curtem estar com outras pessoas e 17% sentem que têm se divertido mais do que em muito tempo.

Para os homens, a emoção de estar com outras pessoas é o que motiva a traição: 38% gostam de estar com outras pessoas e 21% sentem que ganham mais dos casos do que dos cônjuges. Assim como no caso das mulheres, 17% os homens garantem que, com episódios de traição, estão se divertindo mais do que em muito tempo.

A diretora de comunicações da Ashley Madison, Isabela Mise, explica que os usuários afirmam que os casos são algo acrescentados a uma vida que eles não têm muito interesse em alterar.

– Para muitos deles, seus relacionamentos extraconjugais satisfazem uma necessidade para que possam voltar para sua casa mais felizes e mais realizados.

Leia também:

Hailey e Justin Bieber optaram por fazer sexo após o casamento

Conheça a catarinense que virou expert em casamentos para brasileiros na Europa