Mandy Moore denuncia ex-marido Ryan Adams por abuso

Junto com outras seis mulheres, atriz denuncia o comportamento abusivo do produtor musical

Foto: Reprodução / Instagram

Na quarta-feira (13), o The New York Times publicou uma extensa matéria que escancara mais um caso de abuso em Hollywood. Sete mulheres vieram à tona contar casos de assédio e abuso sexual cometidos pelo produtor Ryan Adams. Entre elas, a ex mulher de Ryan Adams, a atriz Mandy Moore, conhecida pelos seus papeis em Um Amor para Recordar e pela série This Is Us.

Casados de 2009 a 2016, Mandy contou à publicação que viveu um relacionamento abusivo com Adams, que tinha um comportamento controlador, inclusive com relação à carreira da esposa. À publicação, ela afirma que conheceu o ex-marido em 2007, aos 23 anos, quando estava em um ponto decisivo da carreira. Ele se ofereceu para trabalharem juntos em um novo álbum e, quando Mandy rompeu com seu agente na época, ele a desencorajou de buscar novos agentes. Ela não chegou a gravar nenhum dos sons que eles tinham escritos juntos: “Ele sempre me dizia ‘Você não é uma artista de verdade porque você não sabe tocar nenhum instrumento'”. Para a atriz, o “comportamento controlador” de Ryan teria bloqueado a habilidade de fazer novos contatos na indústria e a afastou completamente da música, mesmo em um ponto onde ela já tinha seis álbuns gravados.

“O que você experiencia com ele – o tratamento, a destruição, o comportamento maníaco – parece tão exclusivo. Você sente como se fosse impossível que outra pessoa já tenha sido tratada assim antes”, comentou Moore.

Perceber que não estava sozinha foi o que fez com que a atriz contasse sua história à reportagem, que trouxe ainda relatos de outras seis mulheres. Um deles foi o de Ava que começou a se corresponder com Adams, de quem era fã, aos 13 anos de idade. Apesar de nunca ter se encontrado pessoalmente com o produtor, a jovem conta que faziam sexo online enquanto ela tinha entre 15 e 16 anos – e que ele sabia da idade dela, enviando mensagens como “eu estaria com problemas se alguém descobrisse que a gente conversa dessa forma”.

Outro relato foi o da ex-noiva Megan Butterworth, que contou que Adams era controlador e abusivo e que a perseguiu online depois do término. Segundo Megan, o produtos mandou centenas de mensagens quando o relacionamento terminou em 2018, ameaçando processá-la e se matar.

Nesta quarta (14), Mandy compartilhou em sua conta no Instagram a mesma imagem sua que aparece no The New York Times com a legenda: “Falar a sua verdade pode ser doloroso e desencadear traumas, mas sempre vale a pena. Meu coração está com toas as mulheres que sofreram qualquer tipo de trauma ou abuso. Vocês são vistas e ouvidas”.

Leia também: 

Lady Gaga pede desculpa por parceria com R. Kelly, acusado de abuso sexual

“Poderíamos ter sido vítimas”, diz Cláudia Abreu sobre João de Deus