Marcelo Yuka, um dos fundadores d’O Rappa, está internado em estado grave

Artista de 53 anos sofreu um AVC em agosto do ano passado

Marcelo Yuka, ex-baterista do grupo O Rappa. Foto: Reprodução / Facebook

O músico Marcelo Yuka está internado em estado grave no hospital Quinta D’Or, zona norte da capital fluminense, segundo o site UOL. Em entrevista ao portal, Geraldinho Magalhães, empresário do baterista, afirmou que Yuka está em coma induzido. Segundo o G1, o artista enfrenta um quadro de infecção generalizada.

Marcello Lobatto, sócio da Na Moral Produções, publicou em seu perfil no Instagram um post lamentando a morte do músico na tarde desta sexta-feira (4), mas apagou o post logo depois.

Em agosto do ano passado, Yuka, 53 anos, sofreu um AVC e luta diante do quadro clínico complicado. Segundo o colunista Leo Dias, a assessoria da banda chegou a confirmar a morte do músico, o que foi desmentido horas depois pela própria família.

Procurado pela reportagem de GaúchaZH, o hospital não se pronunciou a respeito do quadro do artista. O amigo e ex-produtor Luiz Fernando Barakat disse ao G1 que Yuka sofreu um novo acidente vascular-cerebral (AVC) na última quarta-feira (2).

O carioca, nascido no Rio de Janeiro, se tornou um símbolo da luta a favor do desarmamento após ter sido baleado em um assalto e ter ficado paraplégico, dezessete anos atrás.

— Estar tão perto da morte me fez sentir assim: “Eu sou o último de mim. Eu não tenho filhos”. Esse impacto fez eu me prender a coisas essenciais – disse ele, em entrevista ao Conversa com Bial, em 2018.

O artista fundou O Rappa em 1993 com o vocalista Falcão e o guitarrista Xandão.

Leia também: 

Roberto Leal fala que pode ficar cego de um olho em luta contra câncer