Estilista da primeira dama Michelle Bolsonaro abrirá ateliê em Florianópolis

Marie Lafayette, que também já fez vestidos para atrizes e novelas, inaugura espaço em abril em Jurerê Internacional

marie lafayette
Foto Tiago Ghizoni/|Diário Catarinense

Com uma carreira consolidada no eixo Rio-São Paulo onde trabalha há 12 anos com a criação e confecção de vestidos de alta costura, principalmente de noivas, a estilista Marie Lafayette está se preparando para abrir um ateliê em Jurerê Internacional, na capital catarinense. A ideia surgiu de uma amiga de longa data de Marie que está se mudando para o badalado bairro de Floripa e viu no momento uma oportunidade de negócio.

Ao lado da sócia Paula Lindenberg, a estilista vai atender num formato diferenciado por aqui. Terá uma coleção exclusiva já pronta, que pode ser ajustada para o tamanho de cada cliente. Outra novidade será o lançamento de uma linha mais casual, chamada de day wear. Vestidos sob medida também poderão ser encomendados, mas nesse caso o primeiro contato será virtual.

marie lafayette
Marie Lafayette com a sócia Paula Lindenberg
Foto: Tiago Ghizoni/Diário Catarinense

Formada em moda na Esmod Paris, uma das mais renomadas escolas em âmbito internacional, Marie Lafayette tem no currículo trabalhos de grande porte em produções nacionais como o filme Gonzaguinha, a novela Salve Jorge e todos os vestidos do seriado Tapas e Beijos, além do longa Loucas para Casar. Seu nome ganhou ainda mais destaque depois de confeccionar os vestidos da posse da primeira dama Michelle Bolsonaro, com quem abraçou uma causa social, como explica nesta entrevista especial à Versar.

Por que abrir um ateliê em Jurerê Internacional?
A ideia surgiu da Paula (Lindenberg), minha amiga há mais de 20 anos, que está se mudando para Jurerê. Para cá a gente vai trazer mais a marca, teremos muita coisa pronta, diferente do Rio que confecciono muito sob medida. Aqui estamos lançando uma linha de vestidos prêt-à-porter, que podem ser ajustados para o tamanho da cliente ou a cliente pode encomendar no tamanho dela. Também estamos lançando a coleção day wear, que é uma novidade, não tem em São Paulo nem no Rio, são vestidos para ocasiões como um almoço, um jantar, uma reunião de trabalho mais chique, uma coisa mais elegante que pede uma coisa que não seja festa mas seja um vestido encorpado, com um corte bonito, uma pegada mais alfaiataria.

Quando inaugura?
Em abril. Também vamos ter vestidos de noiva prontos, uma coleção exclusiva de vestidos de noiva aqui para o Sul, a coleção que está disponível prêt-à-porter aqui não é  a mesma para o Rio de Janeiro.

Mas será possível fazer vestidos sob medida?
Sim, podemos agendar um horário. Nesse caso o primeiro contato vai ser via chamada em vídeo. Depois a cliente vai necessitar de um atendimento exclusivo, é um trabalho diferenciado que a gente vai fazer dependendo de cada cliente, mas acredito que não serão muitos casos porque fizemos uma coleção maravilhosa pra cá, com peças lindas, estilos de noiva sereia, semi sereia, princesa, meio princesa, vestido mais fluido e mais rústico para quem vai casar na praia, a gente vai ter todos esses modelos dentro da coleção, acho que a grande maioria vai se encantar pelas peças.

As noivas são seu público principal?
Eu trabalho no mercado da alta costura há 12 anos, faço noivas há muito tempo, sou apaixonada por vestidos de noiva como sou apaixonada por obras de arte, pinturas. Acho que o vestido é uma forma também de arte, é mais que um trabalho. E foi legal agora lançar esse desafio novo do day wear, o artista tem que estar sempre se reinventando.

Qual a característica principal do seu trabalho?
Sou muito clássica, tenho essa linha mais feminina, me inspiro demais na década de 50, sou uma apaixonada por Grace Kelly, gosto dessa coisa atemporal, tons mais sóbrios, elegantes, eu gosto de um bom corte.

Quais estilistas te inspiram?
Acho que em primeiro lugar Chanel, foi um ícone e sempre será, acho que o Karl Lagerfeld também soube conduzir muito bem a marca e manter essa linguagem, gosto muito da Nina Ricci e Dior, com suas roupas mais estruturadas.

Você já fez vestidos para famosas como Emanuelle Araújo, Natalia Dill, Rosamaria Murtinho, Nicete Bruno, Bárbara Paes, Sheron Menezes. Como foi a repercussão dos vestidos usados pela primeira dama?
Eu fiz o vestido de noiva da Michelle Bolsonaro e reatamos o contato para a confecção do vestido da posse. Foi uma coisa muito natural, estávamos conversando, relembrando coisas do casamento, tomando um café e fui desenhando. Eu estou fazendo outros looks para ela usar ao longo do mandato e acho que o mais legal é que vamos agregar valor a eles. Quando ela tiver com um número bacana essas peças serão leiloadas e todo o dinheiro arrecadado será doado para instituições de caridade.

Michelle Bolsonaro com o vestido criado por Marie Lafayette especialmente para a cerimônia de posse Foto: Carl de Souza/STF

Qual a diferença de fazer vestidos para produções como filmes e novelas?
Eu já fiz muitos vestidos de noiva para cinema e requer uma estratégia porque algumas vezes tem dublê, como foi o Loucas pra Casar, o personagem da Ingrid Guimarães ia saltar da ponte e o vestido tinha que ter uma facilidade de tirar rapidamente. O trabalho às vezes é até maior, porque você tem que fazer uma réplica de uma peça que vai ser destruída numa cena.

Bruna Marquezine usou modelo criado por Marie Lafayette na novela Em Família
Foto Divulgação

Jurerê terá o único ateliê fora do Rio. Pretende abrir outros?
Eu já tive ateliê em São Paulo, mas fechei depois que fui mãe porque estava muito corrido. Mas continuo atendendo muitas clientes lá e talvez reabra agora. Também me perguntam sobre expandir para fora do Brasil. No momento nosso foco é aqui, mas quem sabe expandimos num futuro próximo. Temos muitas clientes fora do país. Já tive clientes de Angola , Portugal, África do Sul, Colômbia, Estados Unidos e França.

Assista ao vídeo com a entrevista:

Leia também:

Nicolas Prattes fala sobre carreira e conta que recusou papel para ir pra Disney

Memórias de uma diva: catarinense Daisy Benvenutti foi pioneira na universidade e nas artes

Em busca do liso perfeito: saiba como manter seus cabelos bonitos e saudáveis