Memórias do Box: a família Catão é parte da nossa história

Nesta foto de 2001, estão Bebel Catão (E) Klabin, Toni Catão e dona Lourdes Catão (D). Foto Beto Barreiros

Apaixonado por surfe, asa delta, esportes radicais e pela natureza, Toni Catão tinha Imbituba com a sua praia favorita, mas vivia no Beco dos Surfistas, em Florianópolis, onde recebia constantemente a visita da mãe, Lourdes Catão, e da irmã, Bebel Catão Klabin. Lurdes, que brilhou na sociedade mundial, figurando sempre nas listas de 10 mais elegantes do mundo, morou por muitos anos em Paris e Nova York, decorando apartamentos da elite americana e curtindo seu belo apartamento na 5ª Avenida.

Bebel, é casada com o gentleman Daniel Klabin, proprietários de uma bela residência no Rio Vermelho, no leste da ilha. Ainda hoje, quando visitam Floripa, saem do aeroporto direto para o Box 32 para saborear vieiras cozidas no vapor com molho de manteiga e ervas. Durante a permanência aqui, voltam outras vezes, sempre carinhosos com todos.

Dona Lourdes, outra frequentadora assídua do Mercado Público, foi casada com o empresário catarinense Álvaro Catão, que atuava em mineração, indústria química e portuária e que também nos visitou algumas vezes. Achava fantástico engraxar os sapatos enquanto comia e conversava com amigos e frequentadores, no corredor do Mercado.
Quando desaparecia por um tempo, com certeza estava na Indonésia, com o inseparável amigo Perdigão para surfar e voar. Partiu em 24 de novembro de 2004 e deixou um filho chamado Roberto, que vive aqui. Dona Lourdes, hoje com 90 anos, mora no Rio de Janeiro, com uma saúde invejável.

Mais memórias:
Memórias do Box: Aldírio Simões, o rei dos manés
Memórias do Box: uma mesa cheia de histórias
Memórias do Box: pintor Meyer Filho um frequentador assíduo