Mudança de hábitos é essencial para prevenção da obesidade

Algumas dicas para ter uma vida mais saudável

Consumo de frutas é importante (Ilustração: Arte Gonza Rodriguez/Divulgação)

Mudanças na maneira como vivemos ao longo do tempo ajudam a explicar um problema de saúde pública que ganha ares de epidemia no Brasil e no mundo. Segundo a Pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção de Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel), do Ministério da Saúde, 18,9% dos brasileiros são obesos e 54% apresentam sobrepeso. A projeção da Organização Mundial de Saúde (OMS) é de que em todo o mundo sejam 3 bilhões de adultos com sobrepeso ou obesidade em 2025.

A prevenção é o melhor remédio para evitar o problema. No dia a dia, por exemplo, vale a pena optar por uma caminhada até o trabalho sempre que possível, trocar o elevador pela escada – isto é, promover pequenos ajustes no cotidiano que aumentem a atividade física e, associado a isso,optar por alimentos mais adequados.Dica: descasque mais e desembrulhe menos.

Quando a obesidade esta instalada, é necessário tratar.

— O tratamento do paciente com obesidade é sempre multidisciplinar e deve ter como objetivo principal a compreensão das causas que levamà obesidade e a partir daí buscar soluções. O indivíduo precisa ser preparado para ter uma vida saudável — diz o cirurgião Dr Eden Edimur Rossi Júnior.

Especialista em procedimentos como a cirurgia bariátrica, o Dr Eden explica que quando há a necessidade da intervenção cirúrgica, ela deve ser sempre acompanhada por uma equipe multidisciplinar.

— Antes é preciso envolver o paciente, deixando claro a necessidade do seu comprometimento com o tratamento. Isto faz a diferença na perda de peso mantida ao longo do tempo.

Para pacientes com indicação de cirurgia, o preparo prévio inclui consultas com nutricionista, psicólogo, endocrinologista e outros profissionais de saúde.

— O comprometimento com o tratamento a longo prazo é essencial para atingir o objetivo da cirurgia, perda de peso com saúde — diz o Dr Eden.

Algumas orientações que merecem atenção:

  • Diminuir o consumo de açúcar e carboidratos
  • Comer frutas, verduras e legumes
  • Praticar exercícios físicos regularmente
  • Dormir pelo menos 8 horas por noite
  • Evitar o consumo excessivo de álcool
  • Beber água
  • Usar a escada em vez do elevador
  • Sempre que possível, optar por deslocamentos a pé

Fonte: Hospital Baía Sul

Leia mais:

Low-carb: uma opção para o tratamento da obesidade infantil?

Tamanho exagerado de porções em restaurantes contribui para obesidade, aponta estudo