Mulheres tiram a roupa em frente a uma loja da Victoria’s Secret em protesto por diversidade de corpos

Foto: Reprodução/Instagram

Um grupo de mulheres tem causado polêmica em Londres. Elas se reuniram em frente a uma loja da grife de lingerie Victoria’s Secret para protestar contra os padrões de beleza exigidos pela indústria da moda.

O ato ocorreu na última quinta-feira, 6, mas só foi divulgado nesta segunda, 10, e gerou muita repercussão nas redes sociais. A Nunude, etiqueta que aposta na diversidade e inclusão, está por trás de toda a ação.

As manifestantes se identificaram como “anjos caídos”, uma brincadeira em referência às “angels”, como são chamadas as modelos que representam a famosa grife de moda íntima.

“Não se trata apenas da diversidade corporal ou da pele! É sobre cada diferença! Somos todas iguais! Somos todas amadas e todos nós somos lindas”, diz a legenda de uma das fotos no perfil da Nunude.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

So today this happened – Nunude the first UK diverse brand proving skin tone underwear for ALL women collaborated with @love_disfigure campaigners of diversity ❤ We the #FallenAngels went to @victoriassecret and Oxford Circus – to demand more diversity! It’s not just about body Diversity or skin! It’s about every single difference! We are all equal ! We are all loved and we are all beautiful ❤ CAN YOU BELIEVE 1 hour after this the paparazzi uploaded in press 🙏🏽🙏🏽 keep swiping for more 👉🏽👉🏽 . #FallenAngels . #victoriassecret #skintonestudy #skin #nude #models #modelling #protesting #diversity #bodypositive #disabilities #disabledfashion #burnsurvivor #scarring #unity .. . . @shutterstock @google @metro.co.uk @cosmopolitan @the.independent @thesun @itvthismorning @loosewomen @eveningstandardmagazine @stylistmagazine

Uma publicação compartilhada por N Ü N U D E – Skin Is Nude (@nunude_official) em

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

@iamjoanne_x – Founder of Nünude – “I may have slim but I have cellulite and stretch marks, and I love them. It’s not trying to make VS do something they don’t want to! It’s about that they have the models they have a sit fits the idea of FANTASY – I want to show that we are all beautiful, we are all sexy we are all wanted and most importantly we can all be a fantasy! “ ❤ . Sylvia, @love_disfigure and I organised this and will be continuing to show what diversity really means in the hope that other brands will follow ❤ if we are shopping from them they should represent us! . . @memojoand_i @charlotteamylouise @aimeegracey @mixcmixcmix @____chezza____ . . . . #selflovequotes #selflove #diversity #unity #together #victoriasecret #press #trending #modelling #catwalk #unity #power #special #protest

Uma publicação compartilhada por N Ü N U D E – Skin Is Nude (@nunude_official) em

No último mês, o chefe de marketing da Victoria’s Secret, Ed Razek, descartou a possibilidade de incluir modelos trans ou plus size no tradicional desfile.

– Não acho que podemos representar todos os consumidores. O show é uma fantasia para o entretenimento – declarou em uma entrevista.

Em um pedido de desculpas emitido no dia seguinte à publicação da entrevista, Razek disse que a Victoria’s Secret iria “absolutamente” lançar uma modelo transgênero para o próximo desfile-show. Mesmo assim, a declaração do executivo não pegou bem.

Leia também: 

Modelo plus Tabria Majors posa de lingerie e critica falta de diversidade no desfile da Victoria’s Secret

Modelo da Victoria’s Secret desabafa sobre críticas ao corpo após a gravidez