Cachorrinha adotada de Florianópolis é sucesso no Instagram e tem até perfil no Linkedin

Milka
Foto: Sabrina Nas/Divulgação

Você pode até não conhecer o Mundo da Milka, mas no Instagram a cachorrinha de Florianópolis é sucesso entre os seus seguidores. A cadelinha sem raça definida (SRD) foi adotada há três anos pelo casal Jéssica Serafim e João Victor Toscan, e hoje tem quase 80 mil seguidores na rede social (@mundodamilka). A cachorrinha tem ainda um site, e até um perfil no Linkedin.

No site, sua apresentação adverte ‘olhar muito pra mim pode causar forte dependência e muito amor no coração. Depois não diga que eu não avisei, hein?’.

A criatividade da tutora, que trabalha com marketing digital, e o arquivo de fotos da ‘família’ foram o ponto de partida para transformar Milka em uma pet influencer.

— Eu percebi que tinha um banco de imagem grande dela e percebi que poderia transformar ela em uma cachorrinha mais conhecida, e levar um pouquinho da alegria que ela traz para nossa casa, também para outras pessoas. Como eu já trabalhava com isso, desde o início eu já tinha o objetivo de fazer com que a presença digital dela fosse maior, mas, é claro, que as coisas foram muito melhores do que eu imaginei.

Além de colocar em prática seus conhecimentos de marketing, segundo Jéssica o perfil da cachorrinha tem como objetivo levar um pouco de alegria para os seguidores.

— Eu costumo brincar que a função da Milka é abrir um sorriso em cada pessoa que abrir uma foto dela —, completa a tutora.

Milka, que tem seu próprio perfil no Linkedin – plataforma de currículos online –, hoje tem todos seus custos pagos por patrocinadores. Com uma rotina de um post diário, Jéssica divide as postagens da pequena cachorrinha, que costuma mostrar as aventuras diárias, que incluem coisas muito radicais como comer bastante e fazer vários nadas, com publi posts.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

A serenidade no olhar de quem tem certeza absoluta que ficou maravilhosa na sua fotínea 3X4! 😎

Uma publicação compartilhada por M I L K A 🐾 (@mundodamilka) em

 — Hoje eu ganho dinheiro com o perfil da Milka. Faço os publi posts, que não são muitos, porque estabeleci uma meta de um post diário, então eu não tenho como pegar muitos. Mas a Milka tem seu pet shop oficial e uma marca de ração que ela recebe mensalmente em casa. Não temos custo algum com ela — conta a tutora.

Leia também: Veterinário dá dicas de alimentos para os cachorros

Foi também o perfil da Milka que impulsionou o currículo da tutora.

— Na verdade, antes de começar a trabalhar na empresa que estou hoje eu já tinha o perfil da MIlka, e foi até um dos motivos de ter sido contratada. É algo que enche os olhos, a forma como transformei uma cachorrinha em um influencer.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Atá! 😑

Uma publicação compartilhada por M I L K A 🐾 (@mundodamilka) em

No perfil, toda a interação é feita como se a própria cadelinha estivesse conversando com os seguidores, toda a interação é feita na linguagem do Mundo da Milka.

— As pessoas conversam, sabem o gosto da Milka, chamamos elas de tias, já que a maioria de seguidores é de mulheres. Quando ela ‘reclama do banho’ elas saem em defesa dela. É bem legal essa interação.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

1, 2, 3, olha quem tomou banho outra vez! 🙈💦

Uma publicação compartilhada por M I L K A 🐾 (@mundodamilka) em