Em discurso no SAG Awards, Nicole Kidman pede espaço para mulheres mais velhas no cinema

Nicole Kidman venceu o prêmio de melhor atriz pela atuação em Big Little Lies. Foto: AFP, Divulgação

Você já ouviu falar no termo ageísmo? Este é o nome dado para o preconceito de idade que principalmente as mulheres vivem. A atriz Nicole Kidman aproveitou o 24º SAG Awards, prêmio considerado uma das prévias do Oscar, para abordar o ageísmo em seu discurso de agradecimento pelo prêmio de melhor atriz pela minisérie Big Little Lies. O evento ocorreu no domingo, dia 21, em Los Angeles.

Aos 49 anos, Nicole falou sobre o quão maravilhoso é as atrizes poderem ir além dos 40 anos em suas carreiras. Ela ainda afirmou que “há 20 anos, elas estariam apagadas nessa fase de suas vidas” e completou dizendo que estão provando ser potentes, poderosas e viáveis.

– Eu apenas imploro que a indústria permaneça conosco, porque nossas histórias finalmente estão sendo contadas. É apenas o começo, e estou muito orgulhosa de fazer parte de uma comunidade que está instigando essa mudança. Mas imploro aos roteiristas, diretores, estúdios e patrocinadores que coloquem paixão e dinheiro por trás de nossas histórias. Provamos que podemos continuar a fazer isso, mas apenas com o apoio da indústria, e desse dinheiro e paixão.

Movimento Time’s Up

O discurso da atriz é mais um momento importante para o movimento Time’s Up, criado por atrizes e funcionárias da indústria cinematográfica para denunciar assédio no ambiente da trabalho. Iniciativas como a produtora Pacific Standard, de Reese Witherspoon, estão aos poucos mudando o cenário também das mulheres com mais de 40 anos no cinema, trazendo artistas mais velhas para as produções;

Leia também

Takeuchiss: fotógrafas de SC estão entre as 10 mulheres que estão mudando a forma como o feminino é representado

Sem filtro e sem maquiagem: hashtag incentiva a compartilhar fotos com acne no Instagram