Mudança de estação: o que comer com a chegada do outono?

Em família, divulgação

Com a chegada do outono, começa a mudança de temperatura, o friozinho, e também podemos começar a planejar uma alimentação diferenciada. Um dica é preparar alimentos chamados comfort foods para nos aquecer nesse clima gostoso.

Nas estações frias precisamos ter um cuidado maior com a saúde, pois os resfriados começam a aparecer, assim como alergias respiratórias e doenças crônicas como asma, bronquite, dentre outros problemas respiratórios. Por isso, é necessário manter uma alimentação que supra todas as necessidades nutricionais do corpo, além de manter a hidratação que muitas vezes é esquecida nesse momento.

Por isso, inclua frutas, verduras e legumes da estação, principalmente alimentos ricos em vitamina C que ajudam bastante na prevenção dos resfriados. Nessa época, encontramos facilmente e com um preço acessível: abacate, abobrinha, beterraba, batata-doce, kiwi, caqui, chuchu, figo, maracujá, laranja, bergamota, agrião, banana, maçã, repolho, nabo.

Algumas dicas de alimentação para o outono:

  1. Consuma alimentos ricos em vitamina C: alimentos que possuem alta concentração de vitamina C têm o poder de te ajudar na prevenção de doenças infecciosas do sistema respiratório, reduzem as chances de anemia ao favorecer a absorção de ferro e
    aumentam a imunidade.
  2. Tenha uma alimentação balanceada e saudável, com a menor quantidade possível de industrializados.
  3. Abuse das sopas com legumes, verduras e proteínas magras – você vai nutrir seu corpo, se aquecer, sentir aquela sensação de conforto e ficar saciado. Utilize temperinhos como açafrão, alho-poró, salsinha, cebolinha e salsão. São alimentos que acentuam o sabor das sopas e possuem potencial anti-inflamatório.
  4. Componha um prato colorido, com ao menos cinco cores – verde, vermelho, roxo, amarelo-alaranjado e branco.
  5. Evite alimentos calóricos e cheio de gorduras. O corpo pode pedir por alimentos calóricos para tentar se aquecer e manter a temperatura corporal. Nesses casos, procure tomar chazinhos quentes, cafezinho com canela, golden milk, sopas feitas em casa.
  6. Beba água: nessa época do ano, por incrível que pareça, nosso corpo precisa de mais água para se manter hidratado. Então apesar de não sentir sede, priorize ela sempre. Não esqueça!
  7. Chás são boas alternativas para se esquentar e podem ser consumidos. Porém, se você tiver alguma patologia, precisa verificar com seu médico!
  8. Se quiser comer um chocolate, invista no meio amargo e no amargo – eles tem cacau, dão energia e são fontes de gorduras boas. Mas, consuma moderadamente.
  9. Consuma alimentos que deem mais saciedade. Frutas com aveia ou farelo de aveia, abacate, batata doce e cereais integrais são ótimas opções.
  10. Compartilhe uma tacinha de vinho em boa companhia! Vinhos são fontes de flavonoides e protegem a saúde cardiovascular. Mas é uma tacinha por dia, OK?

Receita para aquecer o seu outono:

Foto Regina, divulgação
Sopa de abóbora, grão-de-bico e couve

Ingredientes

  • 1 col. (sopa) de azeite
  • 1 ½ dente de alho amassado
  • 1 cebola roxa pequena ralada
  • 3 xíc. (chá) de abóbora em cubos
  • 3 xíc. (chá) de chuchu em cubos ·
  • 1 col. (sopa) de ervas finas (alecrim, tomilho, sálvia, manjericão)
  • Água fervente
  • 3 xíc. (chá) de grão-de-bico cozido
  • Sal, pimenta-do-reino e noz-moscada a gosto
  • 1 xíc. (chá) de couve-manteiga em tiras finas
  • 1 col. (café) de semente de chia triturada
  • 1 col. (chá) de amêndoas em lascas (opcional)

Modo de fazer

Em uma panela funda, aqueça o azeite e refogue o alho, a cebola, a abóbora, o chuchu e as ervas. Adicione água fervente até cobrir os legumes e, assim que eles estiverem al dente, retire do fogo e espere amornar.

Bata no liquidificador e volte para a panela. Coloque o grão-de-bico, sal, pimenta e noz-moscada, deixe aquecer e sirva. Acrescente a couve e polvilhe com a chia e a amêndoa (opcional).

Desejamos uma ótima temporada de friozinho para todos vocês!

 

Leia mais Em Família
Você sabe a diferença entre intolerância e alergia alimentar?
Seu filho tem medo de provar novos alimentos? Saiba o que é neofobia alimentar