Observatório da Gastronomia é lançado em Florianópolis

A plataforma é uma ferramenta que levanta e monitora todos os tipos de dados e notícias sobre a gastronomia da cidade, reunindo tudo em um mesmo lugar e facilitando a pesquisa para os interessados no meio

Maricultura é um dos setores beneficiados (Fotos: Renata Diem)

Aproveitando o título de Cidade Criativa Unesco da Gastronomia, Florianópolis agora conta com uma plataforma de dados online e gratuita: o Observatório da Gastronomia, uma parceria entre o Senac, a Associação FloripAmanhã, Sistema Fecomérico e Sesc.

A plataforma é uma ótima ferramenta que levanta e monitora todos os tipos de dados e notícias sobre a gastronomia da cidade, reunindo tudo em um mesmo lugar e facilitando a pesquisa para os interessados no meio. Busca fomentar e fortalecer o setor gastronômico, a cadeia produtiva e valorizar o que é nosso, nossos produtos e produtores locais.

Um exemplo é o Freguesia Oyster Bar, em Santo Antônio de Lisboa, que possui uma fazenda marinha de cultivo de ostras com a possibilidade de visitação e também serve ostras de variadas formas. A empresa foi considerada pelo Senai a primeira do Brasil que realiza o ciclo completo de três etapas da cadeia em uma mesma empresa: produz, inspeciona e serve o produto. A maricultura é um dos setores que podem ser beneficiados e mais reconhecidos como parte da nossa cultura.

O lançamento da plataforma contou com a presença de Cláudia Leitão, consultora em políticas públicas para economia criativa, que palestrou no evento. Ela ressalta que “o dado é inquestionável; é o que confere conteúdo a política”.

No evento, a gastronomia catarinense foi bem representada com um menu sob a curadoria do chef Narbal Correa e chefs convidados. O cardápio fez uma viagem na cronologia da gastronomia da cidade considerando hábitos alimentares dos naturais de 6.200 (AP) até os dias de hoje.

Leia mais colunas de Renata Diem