Onde encontrar clássicos da culinária japonesa em fusões contemporâneas

Novo cardápio do Jun Kappo Sushi é moderno e tradicional. Foto: Lio Simas, Divulgação

Mais de 100 anos depois que os primeiros imigrantes japoneses chegaram ao Brasil, nenhum outro aspecto cultural do distante oriente se disseminou tanto quanto a gastronomia. Sushi, sashimi, missô, nigiri são palavras que entraram para o vocabulário e cardápios em todo o país, ainda bem. Com o tempo, claro, vieram as fusões. E a sofisticação. Em Florianópolis, o novo Jun Kappo combina a alta gastronomia tradicional japonesa com experiências contemporâneas: um cardápio elaborado que não abre mão dos clássicos, mas que ousa ao propor o diferente.
Depois do sucesso do primeiro restaurante aberto em Coqueiros, em 2013, o Jun Kappo acaba de inaugurar um novo espaço. São 180 metros quadrados no Square Corporate, localizado na rodovia SC-401, Norte da Ilha — região que já aglutina alguns dos espaços de design, arte e gastronomia mais descolados da Capital.

Tsukuri: seleção de sashimis do chef. Foto: Lio Simas, Divulgação

Dentre as novidades está o cardápio, elaborado ao longo de quatro meses e é baseado em ingredientes da estação. Isso significa pratos mais frescos e saborosos.

— A culinária mudou bastante e trabalhamos com uma linha mais moderna. É a mistura do tradicional com a variedade e liberdade das fusões contemporâneas — conta Bruno de Faria Stamm, 32 anos, proprietário e fã incondicional da cozinha japonesa.

Entre os destaques do menu está a linha de peixe branco, com três a quatro opções. Outro destaque é o Carapau, peixe rico em proteína que é conhecido no Japão como Aji. A carne, formada por fibras escuras, lembra o atum.

O cardápio contempla ainda wagyu, uma das carnes mais saborosas e caras do mundo e que é típica do Japão.

Pratos diferentes, como berinjela no missô, panceta de porco e outras iguarias podem ser degustadas. Para saber mais, só experimentando pessoalmente.

Saquês, vinhos e bar com mais de 20 drinks

Com uma variedade de vinhos e saquês, o bar é atração à parte, com mais de 20 drinks. Prove Flor do Oriente, feito com saquê, suco de limão siciliano, calda de lichia e vermute francês, e Monte Fugi, à base de uísque, suco de limão e calda artesanal de gengibre e pimenta dedo de moça.

Aos cuidados do chef

O restaurante abre somente para o jantar e os pratos são servidos à la carte ou no sistema Omakase, termo em japonês com um bonito significado, algo como “deixo aos seus cuidados”. Nesse modo, o menu degustação é preparado em frente ao cliente, direto no balcão, elaborado com especial atenção pelo sushiman. Simbolicamente, é um voto de confiança ao chef, responsável pela escolha das receitas.

Mushi Shake: salmão cozido lentamente no vapor com legumes. Foto: Lio Simas, Divulgação