Oscar 2018: 5 grandes momentos das mulheres na premiação

1 | O discurso de Frances McDormand

via GIPHY

Ao receber o Oscar de Melhor Atriz por Três Anúncios para um Crime, Frances McDorman fez um discurso emocionante destacando a necessidade de mais igualdade de gênero em Hollywood e convidando todas as indicadas em todas as categorias desta edição a se levantarem e celebrarem umas às outras. Mais: ela destacou que elas tinham histórias para contar e que deveriam ser procuradas para novos trabalhos.

via GIPHY

2 | Uma boa tirada de Emma Stone

Ao anunciar os indicados na categoria Melhor Diretor, Emma Stone fez questão de destacar: “Esses quatro homens e Greta Gerwig criaram essas obras-primas”. E arrancou aplausos da plateia.

via GIPHY

3 |As tiradas certeiras do apresentador

O apresentador desta edição, Jimmy Kimmel, não tinha muito como fugir do assunto. Eis as melhores tiradas da noite sobre o movimento de mulheres contra o assédio e por mais igualdade:

“O Oscar é o prêmio mais respeitado de Hollywood: as mãos estão onde deveriam ser vistas e não tem pênis. É, literalmente, um estatuto de limitações. É o tipo de homem que precisamos agora mesmo nesta cidade”.

“Percebam o quão perdida está Hollywood quando fala de mulheres: fizemos um filme chamado Do que as Mulheres Gostam* e o protagonista foi Mel Gibson. É tudo o que precisam saber.”

Wonder Woman lembra-nos uma época do passado na qual os estúdios não acreditavam em um filme de ação com uma mulher protagonista: março de 2017.”

“Obrigado, Guillermo [del Toro], lembraremos deste ano como o ano em que os homens fizeram tanta cagada que as mulheres começaram a sair com anfíbios.” (referindo-se ao longa A Forma da Água).

via GIPHY

4 | Trans entra para a história

Foto: AFP

Uma Mulher Fantástica foi o primeiro filme estrelado por uma pessoa transexual a levar o Oscar. O nome que fez história foi o de Daniela Vega. O filme chileno ganhou o prêmio de melhor longa estrangeiro.

5 | Um momento exclusivo para o movimento Time´s Up

Ashley Judd, Annabella Sciorra e Salma Hayek foram vítimas de assédio no cinema – Foto: AFP

Um bloco especial apresentado por Salma Hayek, Ashley Judd e Annabella Sciorra – todas elas vítimas de assédio sexual e/ou violência sexual praticados pelo produtor Harvey Weinstein  – celebrou o momento que Hollywood vive hoje:

“É uma honra estar aqui esta noite. Este ano, muitos falaram suas verdades e a jornada à frente é longa, mas aos poucos, um novo patamar já surgiu”, disse Annabele.

“As mudanças que estamos testemunhando estão sendo conduzidas por poderosas novas vozes, diferentes vozes – as nossas vozes – juntando-se em um coro poderoso que diz: chegou a hora”, destacou Ashely Judd.

“Nós saudamos estes imparáveis espíritos que enfrentaram impressões preconceituosas a respeito de seu gênero, sua raça e sua etnia para contar suas histórias”, finalizou Salmna Hayek.

Leia mais:

Lucca Koch: os looks mais falados do red carpet do Oscar 2018!

Marcos Piangers: não assisti a nenhum dos indicados a melhor