Pabllo Vittar lança clipe de “Seu Crime” e brinca com fake news de que seu rosto estaria em cédula; veja

Referência ao "pink money", expressão que designa como as empresas reduzem a comunidade LGBT+ a uma oportunidade de mercado, levando em consideração seu potencial de consumo, também estaria presente no vídeo

Foto: Reprodução / Youtube

“Agora Pabllo Vittar foi longe demais!”. É assim que costumam começar as notícias falsas veiculadas sobre a cantora, que lançou nesta segunda-feira (4) seu mais novo clipe, Seu Crime.

A música já havia sido lançada em outubro de 2018, mas só agora ganhou vídeo. Nele, Pabllo Vittar parece fazer uma rápida referência a uma das principais fake news criadas a seu respeito: a de que o Banco Central veicularia uma nota com o rosto da cantora estampado.

A cédula que aparece no clipe, de cor rosa, também pode ser entendida como uma referência ao “pink money”, expressão que designa como as empresas reduzem a comunidade LGBT+ a uma oportunidade de mercado, levando em consideração seu potencial de consumo.

No clipe, assim como nas demais músicas de seu novo disco Não Para Não, a maranhense Pabllo também explora suas origens nordestinas em cenários com imagens rápidas e sequências frenéticas.

A batida da música é do DJ Diplo e acompanha o que seriam as batidas aceleradas do coração em diferentes momentos de uma relação: amor, dor e superação.

 

Veja algumas reações nas redes sociais:


Leia também: 

Pabllo Vittar homenageia universitário “vittarlover” morto a facadas

Pabllo Vittar surpreende ao cantar trecho de canção gospel

Pabllo Vittar surpreende ao cantar trecho de canção gospel