Pai que joga em todas: Filipe Luís

Filipe Luís e a filha Sara. Foto arquivo pessoal

Chegou a hora do meu pequeno ir para a escola, e justamente duas semanas antes do Dia dos Pais. Os preparativos começaram logo no primeiro momento em sala, quando a profe pediu uma foto com o papai para homenagem (a mãe viu antecipadamente que o trabalho ficou lindo). Depois, duas gravatas. A curiosidade, principalmente do pai de primeira viagem, foi imediata: “o que será que vão fazer?”, perguntou com tom curioso e emocionado o meu marido, já feliz com o primeiro Dia dos Pais na escola.

Independentemente do que seria feito com aquelas gravatas, a felicidade por ser pai e estar com o filho será sempre o maior presente. Para o meu marido, para o meu pai (que sempre esteve firme ao meu lado em todas as minhas decisões de vida – certeiras ou completamente equivocadas), para o seu pai!

E se os pais ganharão as atenções neste fim de semana, não poderíamos deixar de ter uma edição que fale sobre eles e para eles. Na matéria de capa, um catarinense que ficou famoso por ser um craque de bola, mas que logo na primeira conversa com o editor de esporte da Hora de Santa Catarina Jorge Jr. – papai convidado especialmente para fazer essa pauta – deu para ver que ele é um “Pai que joga em todas”. Falamos com o jogador da Seleção Brasileira Filipe Luís, natural de Jaraguá do Sul, e pai do Tiago, da Sara e do Lucas, que contou como é a vida com os filhos e a esposa Patrícia na Espanha, onde moram, e como será a comemoração no domingo. Bem parecida com aquelas
que fazemos aqui, com um churrasquinho.

Um feliz Dia dos Pais e ótima leitura!