Patagônia: um show de imagens e sabores no “fim do mundo”

Geleiras, lobos marinhos, baleias, uma vida selvagem que, vista em seu habitat natural, deixa tudo mais belo e interessante

Fotos: Loco por Vino

Ilhas Malvinas, Ushuaia, Cape Horn, Canal de Magalhães, Chilean Fijords… a bela passagem de um lado a outro da América do Sul. Saindo do Uruguai, seguimos viagem em direção ao Chile, passando por pontos históricos e podendo provar os vinhos da Patagônia, em uma experiência gastronômica única.

Passamos pelas famosas ilhas Malvinas, onde existe uma atração única: os pinguins! Se no Alasca existem ursos, no polo Sul encontramos esses bichinhos.

Centenas de pinguins se misturam com aves e ovelhas em um campo na frente da praia. Coisas que geralmente vemos, somente no Discovery Chanel ou nas noites de Globo Repórter.

De lá seguimos para Ushuaia, ou o “fim do mundo”, como chamam os locais. Provamos um vinho produzido e distribuído unicamente na Patagônia, acompanhado de empanadas locais, produzidas com carne de cordeiro e com Centoia, a versão sul-americana do King crab do Alasca. De saideira um Alfajor caseiro.

Gostamos tanto da diferença de sabores entre os alfajores que levamos um feito com uma fruta local, a Calafate, que lembra a blue berry.

O cruzeiro seguiu para Cape Horn, passando por glaciais, criadouros de salmão e paisagens que marcam o passeio.

No caminho para nossa parada final, em Viña Del Mar, o barco passou por Punta Arenas, no Chile, onde comemos o melhor ceviche de salmão de nossas vidas.

Tocando o barco, seguimos para Puerto Montt, outra cidade portuária do Chile… Que experiência fantástica!

Dezenas de ceviches frescos, sabores como carangueijo, ouriço, salmão e outros frutos do mar que dificilmente encontramos em outros mercados. Aqui, entre lojas de roupas e artesanato, um cheiro de mar… olhamos para os lados e vimos colares. Na realidade não eram colares e sim uma infinidade de mariscos secos, que podem ser comidos assim mesmo ou reidratados.

Geleiras, lobos marinhos, baleias, uma vida selvagem que vista em seu habitat natural, deixa tudo mais belo e interessante.

Leia mais colunas de Loco Por Vino