Personal organizer indica sugestões de como manter a casa arrumada morando sozinho

Casa arrumada - Photo by Patrick Perkins on Unsplash

Foto Patrick Perkins on Unsplash, divulgação

Quem mora sozinho tem mais facilidade para organizar a casa? Nem sempre. Muitas vezes, a rotina e a obrigação de ser a única pessoa responsável por manter tudo funcionando acabam complicando a vida dos solteiros. Para a personal organizer Roberta Tachini, de Brusque, dá algumas dicas para quem está se mudando para um apartamento ou já mora sozinho.

— Uma dica muito útil para quem mora sozinho é fazer uma ronda pela casa, pelo menos uma vez por semana, recolhendo tudo que está fora do lugar e devolvendo ao seu devido lugar. Muitas vezes, na correria da semana, vai se largando uma coisa aqui e outra ali, e quando a pessoa percebe, não encontra mais nada. Com essa ronda semanal, é mais fácil manter tudo no lugar. Com o tempo, a pessoa irá perceber cada vez menos coisas fora do lugar, pois vai criando o hábito de manter a casa organizada — explica Roberta.

Para ela, uma opção a ser considerada também, caso não seja possível arranjar espaço na agenda para arrumação, é contratar algum profissional especializado. Muitas pessoas têm dificuldades em criar padrões de organização e um personal organizer, após conhecer a rotina da casa, pode ensinar algumas técnicas.

— Além de fazer a organização, ele ainda irá treinar o cliente para manter tudo no lugar — completa Roberta.

Confira outras dicas sobre organização, descarte e erros mais comuns que as pessoas que moram sozinhas podem comenter:

  • Qual é o primeiro passo para a organização?

O primeiro passo para a organização é a categorização. É muito importante categorizar os pertences e mantê-los setorizados. Um lugar para cada coisa e cada coisa no seu lugar. Assim, a casa toma forma e facilita a manutenção da organização.

  • Há itens que são indispensáveis que não se pode descartar?

Isso varia de pessoa para pessoa. É preciso levar em consideração a rotina, a profissão, enfim, as necessidades de cada um.

  • Com relação a mudanças, como selecionar o que se deve descartar? Tem alguma técnica?

Quanto se trata de mudança, o descarte é fundamental. Ele evita que a pessoa gaste tempo e dinheiro levando itens desnecessários, que já não faz mais uso. Em termos de técnica, pode-se dizer que não há uma lei universal, mas é interessante manter apenas o necessário. Assim a pessoa não gastará energia mantendo “tralhas”.

  • Qual é o erro mais comum de quem começa a montar a casa?

O erro mais comum é não pensar em funcionalidade. Não são raros os casos em que só se pensa na estética ou no valor dos móveis, por exemplo, esquecendo a verdadeira função deles, que é trazer conforto e organizar os pertences.

  • Existe alguma época certa para fazer a seleção do que vai para descarte?

Não existe uma época específica, mas é bom manter uma rotina de descarte, para que a casa não fique lotada e a pessoa não saiba mais por onde começar a resolver o problema. Além disso, solteiros tendem a morar em apartamentos ou casas pequenos, não tendo espaço de sobra para “entulhar coisas”. Então o ideal é fazer o descarte sempre que perceber a necessidade.

  • Qual é a melhor forma de guardar as roupas?

    Isso também varia de uma pessoa para outra. Alguns gostam de todas as peças penduradas, outros todas dobradas. Mas o importante, e que serve para todos os casos, é guardá-las setorizadas: camisa com camisa, calça com calça e assim por diante. Dessa maneira, o ato de se vestir se torna muito mais rápido e não se perde tempo procurando uma camiseta no meio das bermudas, por exemplo.

  • Como evitar o excesso de objetos na casa? É possível se organizar para comprar?

É indispensável a organização na hora das compras, no mercado principalmente. Morando sozinho, é necessário planejar quantas refeições fará em casa, a quantidade necessária de alimentos para ter em estoque, sempre atento à data de validade dos produtos. Nem sempre comprar quantidades maiores será lucrativo. Se a pessoa não chegar a consumir, o desperdício será grande.

Leia mais posts de Casa e Decoração

Confira cinco livros práticos para quem não consegue cuidar de plantas