Tendência em centros urbanos, pet places estão se multiplicando em locais públicos

Divulgação

As cidades são planejadas para atender às necessidades da população e estão em constante transformação, adaptando-se a novos hábitos e comportamentos. O aumento do número de cães e gatos nos lares brasileiros e a sua elevação ao status de “membros da família” vêm gerando mudanças nos espaços públicos de convivência, que passaram a contar com os chamados pet places, locais reservados para os animais. Eles já são realidade em várias cidades brasileiras, em praças, parques e até locais fechados, como cafeterias.

– Esses espaços vêm ao encontro do desejo das pessoas de passar mais tempo com seus animais de estimação sem abrir mão do seu lazer – afirma o médico veterinário Luciano Granemann e Silva, proprietário da Clínica e Hospital Veterinário 24h Cão.Com e idealizador do espaço pet do Café Cultura na Lagoa da Conceição, na Capital.

Os moradores podem levar seus animais para curtir os pet places também em importantes praças da cidade. Uma delas é a Governador Celso Ramos, que fica próxima ao hotel Majestic, que em 2016 recebeu o espaço para os bichinhos brincarem, com 154 m². A obra foi um pedido da comunidade e acabou sendo a primeira do tipo na cidade. Mais recentemente, Jurerê Internacional também ganhou um pet place. O espaço, localizado dentro do Jurerê Sports Center – Centro Artístico e Esportivo, é aberto gratuitamente ao público e oferece uma série de brinquedos.

O que eu preciso saber antes de frequentar um pet place? 
Segundo o médico veterinário Luciano, os locais oferecem vários benefícios para os animais de estimação, entre eles o estímulo à socialização e a possibilidade de se exercitarem. Mas é preciso respeitar algumas regras e cuidados. Confira:
• Certifique-se de que seu pet está com vermífugo, antipulgas e vacinas em dia.
• Um período de adaptação ao local é importante para que se sinta seguro.
• Preste atenção em sinais de cansaço.
• Leve água. Pets gostam de se hidratar após passar um tempo ao ar livre brincando e se exercitando.
• Petiscos podem ser usados como recompensas em brincadeiras e treinamentos de comportamento.
• Guia e kit de higiene (saco e lenço umedecido) também não podem faltar.
• Não se esqueça dos brinquedos. Eles adoram bolas e mordedores.
Leia também: