Saiba como fazer um bom planejamento financeiro

É preciso tirar um raio-X da sua vida financeira hoje e entender quanto dinheiro já acumulou, quanto você ganha, como estão seus investimentos

Foto: Cynthia Vanzella/Agência RBS

O envelhecimento da população brasileira está em um ritmo cada vez mais acelerado. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), enquanto em 1960 o país tinha pouco mais de 3 milhões de idosos, em 2010, chegamos a quase 20 milhões. A Organização Mundial da Saúde (OMS) aponta que o Brasil deverá dobrar sua população de idosos em um período de apenas 25 anos (na França, por exemplo, este crescimento demorou 145 anos para ocorrer). Enquanto este movimento acontece, um tema fica cada vez mais em pauta: planejar-se financeiramente para a aposentadoria.

Um planejamento financeiro inicia-se estabelecendo as prioridades. Muitas vezes o dinheiro não será suficiente para tudo o que deseja fazer no curto prazo. Liste e separe os desejos e sonhos que não abre mão hoje, daqueles que podem ficar para mais tarde.

Defina claramente seus objetivos. Relacione tudo o que deseja conquistar e alcançar. Imóveis, educação dos filhos, viagens, garantir a aposentadoria? Anote ao lado de cada objetivo a data em que gostaria de realizá-los. Por fim, quanto você precisa para alcançar cada um dos objetivos? Caso não faça ideia da quantia necessária para viver de renda, um profissional planeador financeiro pode ajudá-lo.

Agora que já definiu onde quer chegar é hora de fazer um diagnóstico da atual situação. É simplesmente impossível você traçar um plano para ir do ponto A ao ponto B se você não sabe qual é o ponto A. É preciso tirar um raio-X da sua vida financeira hoje e entender quanto dinheiro já acumulou, quanto você ganha, como estão seus investimentos, quanto você gasta por mês (e com o quê!), quanto você deve no cartão de crédito, e também quanto custam as dívidas que você talvez tenha.

Faça um orçamento. Coloque no papel quanto você gasta por mês com seus custos fixos. Aluguel, parcela do apartamento, gasolina, escola das crianças, contas, mercado, tudo. Aqui é importante lembrar também que tem coisas que não são custos fixos, mas que você acaba gastando todo mês, como restaurantes e barzinhos. Não corte totalmente essas gorduras no seu orçamento, afinal de contas ele existe justamente para lhe permitir essas experiências de forma que o seu bolso fique bem. Você vai ver que tem espaço para tudo no seu planejamento financeiro. A regra 50-30-20 dá um norte na hora de planejar como distribuir sua renda mensal. 50% da renda para custos fixos, 30% para lazer/estilo de vida (cinema, restaurantes, roupas) e 20% para investimentos (seus objetivos). Obviamente essas porcentagens variam de pessoa para pessoa dependendo do momento de vida. Adapte à sua necessidade.

A sua família depende da sua renda? Proteja-se. Apesar do plano estar traçado, não estamos livres dos imprevistos. Uma doença grave, invalidez ou falta precoce pode acontecer. Arcar com estes custos e de inventário significa corroer o patrimônio já adquirido e colocar o planejamento por água abaixo.

A maneira como você investe seu dinheiro é a cereja do bolo do seu planejamento financeiro. Pague-se primeiro. Já invista quando o dinheiro cair na sua conta. Tire-o de vista, não confie em você. Calcule quanto os seus objetivos custam, quanto você tem que poupar por mês para alcançá-los e arregace as mangas. Nada vem fácil, a gente tem que ter disciplina e fazer escolhas. Investir não é especular. Investir é como plantar uma árvore, requer muita paciência. É um trabalho de disciplina, consistência e, novamente, paciência. Tenha uma estratégia clara. Procure a ajuda de um especialista em investimentos e alinhe sua carteira com seus objetivos.

A última etapa do planejamento financeiro é criar um conjunto de ferramentas que vão ajudar você a se manter na linha. Disciplina é a chave do sucesso! O que fará a diferença entre o sucesso e o fracasso é o seu comprometimento pessoal de colocar tudo em prática. Não se torture, pense sempre nos seus objetivos traçados e onde quer chegar. Abdique do que pode deixar para depois e não abra mão do que lhe alimenta de energia para seguir o plano. Mão na massa e tenha muito sucesso.

Quer ajuda para começar seu planejamento financeiro? Fale conosco! contato@manchesterinvest.com.br

Leia também:

Quer viajar o mundo? Saiba como investimentos financeiros podem ajudar

Pessoas idosas aproveitam a aposentadoria para conhecer o mundo

Você sabe como planejar a sucessão patrimonial?

Seu dinheiro não está rendendo? Especialistas contam onde e como investir em épocas de juros baixos

Veja os tipos de apólices de seguros que protegem o padrão de vida

A importância de planejar sua aposentadoria