Por que 28 de junho é o Dia do Orgulho LGBTI

Saiba o que originou a criação da data

Orgulho LGBTI
Foto: André Ávila / Agencia RBS

* POR MARCEL HARTMANN

No Brasil e no resto do mundo, 28 de junho é o Dia do Orgulho LGBTI (lésbicas, gays, bissexuais, transexuais e outros grupos minorizados). A data tem origem em uma reação, em 1969, a sucessivas batidas policiais ao bar Stonewall Inn, em Nova York – o local era ponto de encontro (e de respiro) de gays, lésbicas, travestis, trans e drag queens em um momento em que espaços para a comunidade LGBTI eram incomuns.

Ações semelhantes da polícia, movidas por preconceito, eram frequentes à época, não só nos Estados Unidos como também em outros países, em geral justificadas por “conduta imoral”. Mas naquele 28 de junho, o transporte dos presos no bar demorou para acontecer.
Indignada com a truculência da polícia, uma multidão começou a se aglomerar ao redor do bar para impedir o deslocamento dos detidos. Os ânimos se acirraram até o embate corporal entre polícia e comunidade LGBTI.

O confronto foi dispersado no fim da madrugada com a chegada da política tática de Nova York e a prisão de mais de 10 pessoas, mas foi o estopim para outros protestos na cidade nas noites seguintes. No terceiro dia, mais de mil pessoas foram às ruas.

No ano seguinte, a comunidade LGBTI local decidiu homenagear a coragem na luta por liberdade e realizou a primeira parada gay do mundo na data. A partir daí, outros eventos se inspiraram e surgiram em outras cidades. Hoje, 28 e junho são considerados dia e mês do Orgulho LGBTI.

Há datas específicas para cada sigla da comunidade: 29 de agosto é Dia Nacional da Visibilidade Lésbica, 23 de setembro é Dia da Visibilidade Bissexual, 31 de março é Dia Internacional da Visibilidade Trans, 26 de outubro é Dia da Visibilidade Intersexo (pessoas que não se encaixam nas definições de sexo masculino ou feminino). A variedade é fruto da luta de cada comunidade para mostrar que existe e que tem reivindicações próprias.

— Às vezes, as datas têm referência no Brasil, às vezes têm referência em eventos em outros países. A sigla representa disputas políticas. A primeira parada do orgulho gay foi feita nos Estados Unidos em 1970, em 28 de junho. Em São Paulo, se faz no Corpus Christi (que costuma cair entre fim de maio e início de junho) porque é feriado, pela questão mercadológica, para atrair mais pessoas — diz o advogado e ativista Renan Quinalha, professor de Direito na Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

Leia também: 

Bruna Linzmeyer, Daniela Mercury e mais famosos celebram o Dia do Orgulho LGBTI