Catarinense cria banco de imagens de mulheres negras

Preta e ponto: primeiro banco de imagens inspiracionais é produzido por mulheres catarinenses. Foto: Nathália Quintino

Um banco de imagens composto por mulheres negras. A ideia nasceu da jornalista Gabrielle Estevans, de Florianópolis, depois de perceber a dificuldade que é encontrar fotos inspiradoras – apenas 21% das mulheres presentes em campanhas publicitárias são negras. Dessas, 69% são celebridades.

— O projeto nasceu de uma inquietação com o mercado da publicidade e comunicação. Toda vez que precisava criar um moodboard ou selecionar uma imagem para alguma matéria, só encontrava fotos de mulheres brancas. Ainda há um caminho para que mulheres negras fora dos holofotes sejam reconhecidas — explica Gabrielle.

Foto: Dariane Luz

Assim nasceu o Preta., o primeiro banco de imagens inspiracionais, gratuito colaborativo, que tem a missão de ajudar a combater a exclusão da mulher negra na comunicação. O acervo de imagens é sem fins lucrativos e os primeiros editoriais foram criados apenas por catarinenses.

— Depois do lançamento, já recebemos interessadas em criar novos editoriais em São Paulo, Belo Horizonte e Rio de Janeiro. A plataforma também já extrapolou a ideia de ser só um banco de imagens e será também um portal de conteúdo colaborativo que contará, por exemplo, com parceiras como a Juliana Lima, jornalista e colunista do Modefica — finaliza Gabrielle.

Leia mais:

Monalysa Alcântara: negra, nordestina, empoderada e miss

“A mulher negra é alvo de assédio, racismo, preconceito. Tudo precisa melhorar. O que mudou é que nós estamos mais unidas”, diz IZA

Ashley Graham faz campanha para sua coleção de moda praia totalmente sem Photoshop