Maju Coutinho faz história e é a primeira mulher negra na bancada do Jornal Nacional

Foto: Divulgação

A edição deste final de semana do Jornal Nacional, transmitido pela NSC TV, ficará registrada na história. Pela primeira vez, em 50 anos, uma mulher negra vai apresentar o telejornal da Globo.

A assessoria de imprensa da TV Globo confirmou a informação de que a jornalista Maria Julia Coutinho entra para a escala de final de semana no time de âncoras que conduzem o noticiário. Neste sábado (16), Maju, que estreou na previsão do tempo do “JN” em 2012, assume a bancada do telejornal mais antigo da televisão brasileira.

Leia também:

Banda catarinense de samba-reggae formada por mulheres lança primeiro disco e tem muito a dizer

Conquistas históricas no Jornal Nacional

primeiro homem negro a apresentar o “JN” foi Heraldo Pereira, em 2002. Já a primeira mulher na bancada foi Márcia Mendes, em 8 de março de 1972, uma homenagem ao Dia Internacional da Mulher e a primeira âncora fixa foi Valéria Monteiro, que assumiu a cadeira em 1992. Glória Maria foi a primeira repórter negra da televisão e já assumiu outras bancadas na programação da TV Globo.

Atualmente, o telejornal é apresentado por William Bonner e Renata Vasconcellos.

Leia também: 

“BBB 19”: após abertura de inquérito, Globo se posiciona sobre acusações de racismo no reality

Racismo? Festa de diretora de revista remete à escravidão e causa polêmica