Príncipe William fala sobre possibilidade de ter filhos gays

Duque participou de evento em uma instituição de caridade LBGT

Príncipe William
Príncipe William em evento em Londres. Foto: Jonathan Brady/AFP

O príncipe William revelou nesta quarta-feira (26) que apoiará plenamente a opção sexual dos seus filhos, George, de 5 anos, Charlotte, 4, e Louis, 1, mas expressou preocupação sobre como a sociedade os trataria. De acordo com o jornal Metro do Reino Unido, ele foi questionado sobre o assunto durante um evento no The Albert Kennedy Trust (Akt), em Londres, uma instituição de caridade LBGT que combate à falta de moradia de jovens deste grupo.

Leia também: Lady Gaga incentiva Príncipe William a ajudar LGBTs desabrigados

Em um debate, um jovem gay, que pediu para não ser identificado, disse a William:

– Se seu filho um dia no futuro dissesse ‘sou gay ou sou lésbica’, como você reagiria?

O duque respondeu:

– Sabe de uma coisa? Já perguntei isso para mim mesmo também. E acho que você realmente não pensa nisso até que se torna pai. E eu acho que, obviamente, tudo bem para mim.

 William disse ainda que já conversou muito sobre o assunto com Kate Middleton, para se preparar e se certificar de “apoiar e saber como passar pelo processo” ao lado dos filhos.

– Não me preocupa se eles são gays, me preocupa como todos os outros reagirão e perceberão. Eu queria que nós vivêssemos em um mundo em que isso fosse realmente normal e legal, mas, particularmente para minha família e pela posição que estamos, essa é a questão [a pressão que os filhos enfrentariam] que me deixa nervoso.

O diretor executivo da Akt, Tim Sigsworth, disse que os comentários de William fazem uma “grande diferença” na luta pela causa.

Leia mais:

Em meio a rumores de traição, William e Kate celebram oito anos de casamento

Kate e William posam com os três filhos em retrato lindo para o cartão de Natal