Educação: professora desabafa sobre alunos mimados e post viraliza

professora
Reprodução Facebook

A necessidade de valorização dos profissionais dedicados à educação é um assunto que permeia as redes sociais em todo o mundo. Na semana passada, uma brasileira desabafou sobre ser a única a presentear a professora da filha nas festividades de Páscoa. Nesta semana, a publicação de uma norte-americana sobre a dificuldade de ensinar crianças gerou polêmica no Facebook por apontar o quanto o mau comportamento dos pequenos desestimula a prática profissional.

A publicação somava mais de 360 mil compartilhamentos até a tarde desta quinta-feira (5). Veja:

No texto, que dividiu a opinião dos usuários, Julie Marburger discorre principalmente sobre a falta de respeito dos pais. Ela decidiu fazer a publicação nas redes sociais depois de ter diversos itens pessoais — comprados para complementar o ensino dentro de sala de aula — danificados pelas crianças.

“A maioria dos pais não suporta gastar mais do que algumas horas por dia com seus filhos, mas nós (professores) dedicamos oito horas com o seu filho e outras 140 crianças como ele. É pedir demais um pouco de cortesia e conversa civilizada?”, pontua em um trecho do post.

Além disso, Julie acredita que a educação imposta em casa está se refletindo dentro das salas de aula. “As pessoas têm que parar de mimar seus filhos. É um problema que vai se espalhar pela nossa sociedade como um incêndio. Não é justo para a sociedade e, mais importante, não é justo para as crianças ensiná-las a serem assim. Não irá servi-los de nada terem esse comportamento para uma vida bem sucedida e feliz”, escreveu.

A professora disse que pretende abandonar a área até o final do ano e que “qualquer paixão por esse trabalho que uma vez tive foi arrancada completamente”.

Leia mais:

“Pais não são responsáveis pelo destino dos filhos”, diz psiquiatra

Marcos Piangers: Nossos filhos? Que sejam felizes!

Copa 2018: sócios do Clube NSC podem personalizar camisa oficial do Brasil de graça