Entenda por que pular o café da manhã pode ser prejudicial à saúde

Estudo aponta que pessoas que costumam abrir mão da refeição matinal têm mais propensão ao diabetes tipo 2

Pessoas que não fazem a primeira refeição acabam ingerindo mais açúcares, carboidratos e gorduras ao longo do dia.

Por: Cris Lopes / GaúchaZH 

Todo mundo já ouviu aquela história de que ficar sem a primeira refeição do dia (café da manhã) pode ser prejudicial à saúde. Agora, um estudo epidemiológico do Centro Alemão de Diabetes (DDZ), publicado no The Journal of Nutrition, mostra que quem costuma pular o café da manhã pode estar mais propenso ao diabetes tipo 2.

A análise dos pesquisadores, com base em seis estudos e feita com 96.175 participantes, mostrou que ao menos 4.935 pessoas desenvolveram diabetes tipo 2 durante o estudo. Conforme a pesquisa, as pessoas com sobrepeso ou obesidade tem um risco ainda maior de desenvolver a doença, devido à alimentação inadequada durante o dia e até mesmo à noite.

Segundo a pesquisa, o risco passa a ser maior entre pessoas que pulam essa refeição durante quatro dias da semana, em comparação com os participantes que não fazem a refeição durante três, duas ou uma vez na semana. O Índice de Massa Corporal (IMC) foi considerado como uma influência durante o estudo.

O que ocorre na prática, conforme a pesquisa, é que as pessoas que não fazem a primeira refeição acabam ingerindo mais açúcares, carboidratos e gorduras durante o almoço, em lanches durante o dia, ou até mesmo no jantar. O acúmulo dessas substâncias no corpo  trazem um consequente aumento no peso e no índice de massa corporal, que pode culminar no diabetes tipo 2.

A nutricionista de Porto Alegre Aline de Andrade entende que o resultado do estudo demonstra o que é percebido dentro dos consultórios. Segundo Aline, muitos dos pacientes com sobrepeso ou obesidade adotam a prática de pular a primeira refeição.

— As pessoas que tomam café da manhã ou fazem essa primeira refeição, com frutas, proteínas e vitaminas, tem menor tendência a apresentarem a doença. Quem não toma café, acaba sempre exagerando em outros alimentos durante o dia — afirma.

De acordo com a nutricionista, esse público tende a consumir pouca água, comer menos frutas e vegetais. Para ela, os lanches rápidos durante a noite são os vilões causadores do aumento de peso e do risco da doença.

— Se a pessoa não tem tempo ou não gosta de tomar um café, pode comer ovos mexidos, tomar um iogurte ou comer algo mais leve, para depois não cometer exageros — sugere.

Receitas para um café da manhã rápido

  • Bolo de caneca
  • 2 colheres sopa farinha de aveia
  • 1 colher sobremesa de óleo
  • 1 banana madura
  • 1 colher chá fermento
  • Misturar tudo na caneca e levar ao microondas por dois minutos

Pão de micro-ondas

  • 2 colheres sopa de requeijão
  • 1 ovo
  • 1 colher chá fermento químico
  • Misturar todos os ingredientes em um potinho e colocar no micro-ondas por 2 minutos. Use queijos brancos para colocar dentro do pão

Crepioca

  • 2 colheres sopa de farinha de tapioca
  • 1 ovo
  • Misturar os dois ingredientes e colocar em uma frigideira antiaderente. Pronto! Ficará parecido com uma panqueca. Você pode acrescentar temperos naturais como orégano, salsinha

Fonte: nutricionista Bárbara Munari 

Leia também: 

Está de dieta? Alimentação restritiva pode provocar queda de cabelo

Dietas da moda: um problema para quem quer garantir uma vida saudável e feliz

Veja 5 dicas para ajustar sua alimentação e emagrecer com saúde