Quadrinista catarinense integra equipe de Maurício de Sousa e lança trabalho em 2019

Na foto Fernanda, Mônica, Maurício de Sousa e Eduardo Ferigato - o quadrinista que fará a HQ do Piteco. Foto: Arquivo Pessoal

Convidada para integrar um projeto de Maurício de Sousa, a quadrinista catarinense Fernanda Torquatto lançará em 2019 um graphic novel sobre Tina, a personagem desenvolvida pelo criador da Turma da Mônica.

Fernanda é natural de Imbituba e começou fazer quadrinhos em 2011, mas foi somente em 2014 que lançou seu primeiro trabalho em uma editora: Gata Garota – Volume 1.

No ano passado a ilustradora recebeu o convite para integrar o projeto Graphic MSP da Maurício de Sousa Produções que consiste em histórias inspiradas nos personagens do estúdio feitas por artistas brasileiros com estilos diferentes do padrão das revistas mensais.

— O Sidney Gusman, editor da MSP, estava procurando alguém para fazer a Tina, e ele queria que fosse uma mulher, porque ainda existem poucas mulheres nessa área — conta Fernanda, que recebeu o convite após ter seu trabalho reconhecido por Gusman.

O projeto dá visibilidade para quadrinistas independentes, além de renovar e dar outra cara para personagens já consagrados entre o público infantil.

— Para artistas independentes como eu, trabalhar com um selo como o do Maurício de Sousa é uma honra. Porque é um público muito vasto, e nós estamos acostumados a trabalhar com nicho. Esse projeto une a história dos personagens já conhecidos do mundo infantil, focando mais em um público jovem e adulto, um mercado que foi criado recentemente — aponta Fernanda.

A artista que começou trabalhando com desenhos em preto e branco, hoje trabalha somente com aquarela, técnica que ela utilizará para dar vida a personagem Tina.

— O que é legal desse trabalho é que os autores são os próprios artistas, no meu caso, fui eu quem escrevi a história da Tina, e agora vou desenhar no meu traço e no meu próprio estilo — revela Torquatto.

A HQ da personagem Tina já tem data para ser lançada, será em setembro durante a Bienal do Livro do Rio de Janeiro.